Bolsas

Câmbio

Companhia aérea alemã Lufthansa vive novo dia de greve de pilotos

Berlim, 29 nov (EFE).- Os pilotos da Lufthansa realizam nesta terça-feira uma nova jornada de interrupções que levou ao cancelamento de 816 voos de percurso curto e que deixará em terra 82 mil passageiros, confirmou esta manhã um porta-voz da companhia aérea alemã.

A paralisação também acontecerá amanhã e afetará outros 98 mil passageiros com o cancelamento de 890 voos, principalmente de longa distância.

O sindicato de pilotos Vereinigung Cockpit (VC) advertiu que não estão descartados novos dias de greve.

A companhia aérea alemã fracassou ontem na tentativa de conter, através de um recurso de urgência apresentado na Justiça Trabalhista de Munique, a greve convocada para hoje e amanhã.

Estes dois dias de interrupções se somam aos quatro da semana passada, afetando no total cerca de 525 mil passageiros com o cancelamento de 4.461 voos.

Trata-se da 14ª rodada de interrupções na negociação do último convênio coletivo dos pilotos da Lufthansa desde o início de 2014 e, por enquanto, não existe previsão de acordo entre a organização sindical e a companhia aérea, que tinha melhorado sua oferta com um aumento salarial escalonado de 4,4% até 2018.

Esta última oferta da empresa foi rejeitada pelos pilotos, que tinham se recusado a aceitar anteriormente um aumento salarial de 2,5% até o fim de 2018.

Os pilotos, por sua vez, se negam a abrir um processo de arbitragem e reivindicam um aumento acumulado de 22% em um período de cinco anos, até abril de 2017.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos