Barril do Brent fecha em forte alta de 8,81%

Londres, 30 nov (EFE).- O barril de petróleo Brent para entrega em janeiro fechou nesta quarta-feira em forte alta de 8,81% no mercado de futuros de Londres, cotado a US$ 50,47.

O petróleo do Mar do Norte, de referência na Europa, terminou o pregão no International Exchange Futures (ICE) US$ 4,09 acima do valor final de ontem, que foi de US$ 46,38.

O acordo entre os membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) para diminuir as extrações, apoiado pela Rússia e por outros produtores, disparou o preço do petróleo europeu durante o dia.

Contra as expectativas de muitos analistas, que duvidavam sobre a possibilidade de um acordo efetivo, a Opep conseguiu em Viena um pacto para reduzir o bombeamento até 32,5 milhões de barris diários (mbd) a partir de 1º de janeiro, o que representa retirar 1,2 mbd em relação ao nível de outubro.

A Rússia e outros grandes produtores contribuirão com medidas para tentar diminuir o excesso de oferta global com um corte adicional de 600 mil barris ao dia.

"A Opep desconcertou aqueles que não achavam possível", afirmou o analista da ETX Capital Neil Wilson, que qualificou o acordo, a primeira redução do grupo desde 2008, como um "triunfo".

"A cooperação (entre os membros da Opep) parece ter vencido a concorrência. Até mesmo o Iraque aceitou cortar as extrações, apesar das dificuldades que o país enfrenta pela luta contra o Estado Islâmico", disse Jasper Lawler, analista da CMC Markets.

O ministro do Petróleo da Arábia Saudita, Khalid Al-Falih, disse após o término da 171ª conferência ministerial da Opep na Áustria, que as medidas adotadas têm como objetivo devolver a "estabilidade" ao mercado e reduzir a "volatilidade".

O excesso de oferta sofrido pelo setor há mais de dois anos desabou os preços em mais de 50% desde 2014 e provocou a paralisação de poços com baixa rentabilidade, assim como a perda de milhares de postos de trabalho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos