Bolsas

Câmbio

Taxa de desemprego cai para 4,6% nos EUA em novembro

Washington, 2 dez (EFE).- A taxa de desemprego nos Estados Unidos caiu três décimos e ficou em 4,6% em novembro, a mais baixa desde agosto de 2007, informou nesta sexta-feira o Departamento de Trabalho do país.

A esse bom dado se soma a criação no mês passado de 178 mil novos empregos, o que assenta as bases para o aumento das taxas de juros por parte do Federal Reserve (Fed, banco central) em sua próxima reunião de meados de dezembro.

O setor privado gerou 156 mil novas vagas, enquanto o público acrescentou mais 22 mil.

O dado sobre a taxa de desemprego surpreendeu os analistas, que tinham previsto que o índice seguiria em torno de 4,9%, patamar em que se manteve ao longo de todo o ano.

Os especialistas consideram que estes níveis estão muito próximos do pleno emprego, o que reforça o caminho positivo que vem sendo seguido pela economia americana nos últimos meses.

Um elemento não tão positivo é o indicador do salário médio por hora, que no mês passado caiu 0,1% e se situou em US$ 25,89, enquanto o aumento acumulado desde novembro de 2015 foi de 2,5%.

A participação na força de trabalho caiu levemente, para 62,7% contra 62,8% de outubro, mas é superior ao índice registrado há um ano, quando ficou em 62,5%.

Trata-se do primeiro relatório de desemprego desde as eleições presidenciais de 8 de novembro, nas quais o candidato republicano Donald Trump surpreendeu ao vencer a democrata Hillary Clinton.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos