"Crise da água certamente pode ser solucionada", garante Matt Damon em Davos

Céline Aemisegger.

Davos (Suíça), 17 jan (EFE).- O ator americano e cofundador da Water.org, Matt Damon, afirmou nesta terça-feira à Agência Efe que a crise de água no mundo "certamente pode ser solucionada", motivo pelo qual pediu ao mundo que participe de sua iniciativa que abastece milhões de pessoas com água potável e serviços sanitários.

"Este problema certamente pode ser solucionado e há maneiras práticas de fazer isso", declarou Damon após um debate à margem do Fórum Econômico Mundial realizado na cidade suíça de Davos e onde promoveu a organização que fundou em 2009 junto com Gary White.

A organização financia, por meio de uma estratégia que combina doações e empréstimos, projetos para abastecimento de água em Etiópia, Gana, Quênia, Uganda, Bangladesh, Camboja, Índia, Indonésia, Filipinas, Honduras Peru e Haiti.

Foi no Haiti, aliás, onde Matt Damon ficou impressionado com a história de uma menina que não tinha acesso à água.

"Foi há três anos quando falava com uma menina e a perguntei como ter água mudou sua vida", relatou o ator em um debate moderado pela jornalista Arianna Huffington.

Damon pensava que agora a menina tinha mais tempo para estudar, mas a menina lhe respondeu que "não precisava de mais tempo para fazer os deveres porque já era a melhor de sua classe".

Ao ser perguntada o que fazia então com as quatro horas que já não tinha que usar para buscar água, a menina lhe respondeu "brincar", algo que lhe emocionou profundamente.

Damon, que fundou em 2006 a H2O Africa após ver a crise de água em primeira mão enquanto estava rodando um filme e depois uniu forças com White, lembrou que ainda há 663 milhões de pessoas no mundo sem acesso à água saudável e 2,4 milhões de cidadãos que não têm banheiros.

A iniciativa "transformou a vida de 5,3 milhões de pessoas no mundo" através do acesso à água salubre e infraestruturas sanitárias, detalhou o ator.

"Quando você precisa de tantas horas ao dia para encontrar e coletar água, é difícil encontrar tempo para o comércio, para estudar, trabalhar, realizar seus sonhos ou prosperar", ponderou Damon.

Em Davos o ator não só promoveu a Water.org, mas também a aliança que ele e White forjaram com a Stella Artois, marca da maior cervejaria do mundo, a AB InBev, há alguns anos.

A multinacional belga fornece parte das receitas de cada cerveja que vende à iniciativa de Damon e White.

O presidente para a África da AB InBev, Ricardo Tadeu, antecipou hoje que a empresa se comprometeu por mais quatro anos com a Water.org. A multinacional contribuirá durante esse período com US$ 4,8 milhões e previamente já tinha doado US$ 1,2 milhão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos