Bolsas

Câmbio

Importações de aço chinês crescem 35% na América Latina

Santiago do Chile, 6 mar (EFE).- Os países da América Latina importaram da China 822 mil toneladas de aço em janeiro de 2017, o que representa um aumento de 35% em comparação com o primeiro mês do ano passado, segundo um relatório da Associação Latino-Americana do Aço (Alacero) divulgado nesta segunda-feira em Santiago, no Chile.

As 822 mil toneladas de aço exportadas pela China à região também supõem um aumento de 29% em relação ao mês anterior (dezembro de 2016).

As exportações totais de aço chinês ao mundo em janeiro alcançaram 7,2 milhões de toneladas, um número 24% menor que no mesmo período do ano passado, indicou o relatório da Alacero.

As exportações para a América Latina representaram 11,4% do total, o que significa um aumento da participação de cinco pontos percentuais em comparação com janeiro de 2016.

Os principais destinos na América Latina para o aço chinês durante o mês de janeiro foram América Central (21% do total regional), Chile (19%) e Peru (13%).

Os maiores crescimentos anualizados das exportações de aço da China em relação a janeiro de 2016 foram registrados na América Central (81%), Equador (46%), Brasil (38%), Peru (28%) e Chile (28%), segundo o documento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos