Rússia aposta no gancho do futebol para atrair turistas

Moscou, 18 mar (EFE).- A Rússia decidiu apostar no gancho do futebol para atrair turistas estrangeiros aproveitando tanto a Copa das Confederações deste ano como a Copa do Mundo de 2018.

Entre várias facilidades que os torcedores terão durante os eventos, os fãs que decidirem ver os jogos das Confederações não precisarão de visto para entrar na Rússia.

Além disso, quem tiver o 'passaporte do torcedor', uma iniciativa da Fifa, poderá viajar gratuitamente entre as cidades-sede, a princípio somente de trem, embora esta questão ainda esteja em aberto.

Representantes do governo e do setor turístico explicaram em linhas gerais seus planos para atrair viajantes no marco da 24ª Exposição Internacional de Viagens e Turismo de Moscou, MITT, a maior do país.

A Copa das Confederações será realizada em quatro cidades, com o jogo de abertura e a final em São Petersburgo, a antiga capital imperial.

A cidade, fundada por Pedro I da Rússia, é um museu ao ar livre, com centenas de exposições, teatros, igrejas, palácios e mansões da época czarista, que ultrapassam seus limites e se estendem por seus arredores.

Sem o mesmo protagonismo que terá no Mundial, Moscou também receberá jogos da primeira fase da Copa das Confederações no novíssimo estádio do Spartak.

O conjunto arquitetônico do Kremlin e a Praça Vermelha continuam sendo o principal atrativo do país, com cada vez mais atividades culturais e visitas às regiões vizinhas, o conhecido como o Anel de Ouro de cidades históricas.

Os torcedores poderão ir de navio até a cidade de Kazan, que receberá uma das semifinais do torneio e fica às margens do rio Volga, por onde os turistas poderão seguir viagem até Dubna, situada 120 quilômetros ao norte de Moscou.

Capital do Tartaristão, Kazan é uma das cidades que mais cresceu nos últimos anos e conta com um espetacular Kremlin, além de uma das mesquitas mais originais do mundo.

A quarta cidade a receber jogos da Copa das Confederações será Sochi, que foi sede dos Jogos Olímpicos de Inverno em 2014.

Sochi e seus arredores acolhem os principais balneários do país. Além disso, as autoridades esperam que sirva de plataforma para que os turistas viajem até a Crimeia, a península ucraniana anexada pela Rússia.

Polêmicas políticas à parte, a Crimeia espera que os estrangeiros visitem Yalta, onde no final da Segunda Guerra Mundial aconteceu a histórica conferência internacional entre União Soviética, Estados Unidos e Reino Unido, e o porto de Sebastopol.

A Fifa já se mostrou "satisfeita" com os preparativos para a Copa das Confederações em sua recente visita de inspeção às quatro cidades que receberão o torneio entre 17 de junho e 2 de julho deste ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos