Argentina aumenta controles sobre carnes procedentes do Brasil

Buenos Aires, 21 mar (EFE).- O governo da Argentina anunciou nesta terça-feira que resolveu aumentar os controles sobre as carnes importadas do Brasil por causa da Operação Carne Fraca deflagrada pela Polícia Federal, que revelou que algumas empresas estavam vendendo produtos vencidos ou não apropriados para o consumo.

O Ministério de Agroindústria da Argentina disse em comunicado que está "seguindo atentamente" o andamento das investigações abertas no Brasil e que considerou "prudente" a decisão do governo brasileiro de suspender as exportações dos 21 frigoríficos citados pela Operação Carne Fraca.

Mesmo assim, o serviço sanitário argentino resolveu aumentar os já frequentes controles sobre todas os produtos do setor vindos do Brasil, indicou a nota divulgada hoje.

Dos frigoríficos envolvidos no escândalo, apenas um exportava para a Argentina. Segundo a nota do Ministério de Agroindústria do país vizinho, as fiscalizações realizadas até o momento apresentaram "resultados satisfatórios".

O governo de Mauricio Macri afirmou que mantém "contato permanente" com as autoridades e com o serviço sanitário do Brasil para "proteger a saúde e o bem-estar dos argentinos à espera que as instituições brasileiras resolvam em tempo a situação".

"Garantir a inocuidade dos alimentos consumidos por todos os argentinos e nossos compradores mundiais, zelar pela transparência na cadeia comercial, e terminar com as concorrências desleais são os eixos centrais da política sanitária desde 2015", disse o governo Macri em nota.

Argentina é um dos principais produtores, exportadores e consumidores mundiais de carnes de bovino.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos