Uruguai suspende importação de carnes de 3 empresas brasileiras

Em Montevidéu

  • iStock

O ministro da Agricultura, Pecuária e Pesca do Uruguai, Tabaré Aguerre, anunciou nesta terça-feira (21) a suspensão da importação de carnes de três unidades de produção afetadas pelo escândalo de carne adulterada no Brasil.

"Das 21 empresas (envolvidas na operação Carne Fraca), somente seis exportavam e só três vendiam para o Uruguai, e essas três estão suspensas eventualmente até que a situação seja esclarecida", disse Aguerre em entrevista coletiva.

O ministro reiterou que o Uruguai não tomou nenhuma medida destas características contra o Brasil, "mas as 21 empresas que a autoridade sanitária brasileira suspendeu".

Aguerre indicou também que logo que as autoridades uruguaias analisaram tudo o que foi importado, foi comprovado que "nenhuma das importações realizadas durante os últimos dois anos veio de algum dos estabelecimentos industriais de produção que estavam na lista dos 21 estabelecimentos suspensos".

"O que faz a autoridade sanitária uruguaia é inspecionar 100% das importações e controlar que a qualidade do produto importado esteja de acordo com os padrões", declarou.

Perguntado sobre se o escândalo pode pôr em risco as negociações de um tratado de livre-comércio entre a União Europeia e o Mercosul, Aguerre respondeu que "não deveria, porque se uma fábrica tem um problema, suspende-se a fábrica", mas apontou que é "provável" que seja um "argumento que seja utilizado" nas negociações.

Saiba como escolher uma carne livre de riscos à saúde

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos