Bolsas

Câmbio

Negociador europeu do "Brexit" pede que não haja incertezas em negociação

Bruxelas, 22 mar (EFE).- O negociador da Comissão Europeia (CE) para o processo de saída do Reino Unido da União Europeia, Michel Barnier, pediu nesta quarta-feira que não haja "incertezas" desde o começo das negociações que serão realizadas para a notificação da saída da UE em 29 de março.

Barnier participou hoje da reunião semanal do Colégio de Comissários Europeus, onde discutiu "a importância de acabar com incerteza desde o começo das negociações", indicou em entrevista coletiva o porta-voz chefe da CE, Margaritis Schinas.

"Particularmente pelos cidadãos diretamente afetados pela decisão do Reino Unido de se retirar da UE", acrescentou.

O porta-voz também precisou que Barnier, que nesta tarde pronunciará um discurso perante o Comitê Europeu das Regiões, reiterou que o Reino Unido "se transformará em um terceiro país uma vez que o artigo 50 tenha efeito legal".

A primeira-ministra britânica, Theresa May, ativará a notificação do artigo 50 do Tratado de Lisboa, que prevê a saída de Estados-membros da União, em 29 de março, segundo informou nesta semana "Downing Street".

"Também reiterou as condições necessárias para conseguir um acordo com o Reino Unido", disse Schinas sobre o discurso de Barnier perante o Colégio de Comissários.

Uma vez ativado o artigo 50, o Reino Unido e a UE terão dois anos para negociar a saída desse país do bloco comunitário.

Os líderes dos outros 27 países da União realizarão uma cúpula extraordinária em Bruxelas em 29 de abril para adotar as diretrizes da negociação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos