PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Negociador europeu do "Brexit" pede que não haja incertezas em negociação

22/03/2017 12h06

Bruxelas, 22 mar (EFE).- O negociador da Comissão Europeia (CE) para o processo de saída do Reino Unido da União Europeia, Michel Barnier, pediu nesta quarta-feira que não haja "incertezas" desde o começo das negociações que serão realizadas para a notificação da saída da UE em 29 de março.

Barnier participou hoje da reunião semanal do Colégio de Comissários Europeus, onde discutiu "a importância de acabar com incerteza desde o começo das negociações", indicou em entrevista coletiva o porta-voz chefe da CE, Margaritis Schinas.

"Particularmente pelos cidadãos diretamente afetados pela decisão do Reino Unido de se retirar da UE", acrescentou.

O porta-voz também precisou que Barnier, que nesta tarde pronunciará um discurso perante o Comitê Europeu das Regiões, reiterou que o Reino Unido "se transformará em um terceiro país uma vez que o artigo 50 tenha efeito legal".

A primeira-ministra britânica, Theresa May, ativará a notificação do artigo 50 do Tratado de Lisboa, que prevê a saída de Estados-membros da União, em 29 de março, segundo informou nesta semana "Downing Street".

"Também reiterou as condições necessárias para conseguir um acordo com o Reino Unido", disse Schinas sobre o discurso de Barnier perante o Colégio de Comissários.

Uma vez ativado o artigo 50, o Reino Unido e a UE terão dois anos para negociar a saída desse país do bloco comunitário.

Os líderes dos outros 27 países da União realizarão uma cúpula extraordinária em Bruxelas em 29 de abril para adotar as diretrizes da negociação.