Bolsas

Câmbio

Confira os principais pontos contidos na carta de ativação do "Brexit"

Londres, 29 mar (EFE).- O Reino Unido ativou nesta quarta-feira o artigo 50 do Tratado de Lisboa, que inicia o processo negociador de dois anos para executar a saída do país da União Europeia (UE).

Este é um resumo dos principais pontos contidos na carta enviada pela primeira-ministra britânica, Theresa May, ao presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, com a notificação formal de solicitação de desligamento do bloco comum.

- Princípios propostos para as negociações:.

.

1. "Devemos entabular um diálogo de maneira construtiva e respeitosa, com um espírito de sincera cooperação".

.

- Neste ponto diz que o Reino Unido não persegue a filiação ao mercado único. May indica que seu país "compreende" e "respeita" a posição da UE de "que as quatro liberdades do mercado único são indivisíveis" e afirma que os britânicos entendem que "haverá consequências" para o Reino Unido ao deixar a UE. "Sabemos que perderemos influência sobre as normativas que afetam a economia europeia", aponta.

.

2. "Devemos sempre antepor nossos cidadãos".

.

- Neste segundo parágrafo, May reconhece a "óbvia complexidade das negociações" que o Reino Unido terá com Bruxelas, mas destaca que "no coração das negociações" estão os "interesses" de todos os cidadãos.

"Há, por exemplo, muitos cidadãos de outros Estados-membros que vivem no Reino Unido, e cidadãos britânicos que vivem em outros pontos da UE, e deveríamos ter como alvo chegar em breve a um acordo sobre seus direitos", ressalta May.

.

3. "Devemos trabalhar com o objetivo de assegurar um acordo amplo".

.

- A primeira-ministra expressa a vontade britânica de chegar a uma "aliança profunda e especial entre Reino Unido e UE", que leve em conta a "cooperação em matéria econômica e de segurança".

.

4. "Devemos trabalhar juntos para minimizar as alterações e dar a máxima certeza possível".

.

- Neste ponto, May destaca que as pessoas e as empresas em ambos lados, no Reino Unido e na União Europeia, se beneficiariam de um período de implementação que permitiria um ajuste suave e ordenado às novas disposições.

.

5. "Em particular, devemos prestar atenção na relação única que o Reino Unido tem com a República da Irlanda e na importância do processo de paz na Irlanda do Norte".

.

- A primeira-ministra destaca neste princípio que a República da Irlanda é "o único membro da UE com uma fronteira terrestre com o Reino Unido" e assegura que quer evitar um retorno a uma fronteira muito controlada entre os dois países a fim de manter a zona de fronteira aberta entre os dois.

Também destaca a "grande responsabilidade" de seu país para assegurar que "irá colocar em perigo" o processo de paz na Irlanda do Norte.

.

6. "Devemos começar negociações técnicas sobre áreas políticas o mais rápido possível, mas devemos também dar prioridade aos desafios mais importantes".

.

- Neste ponto, o Reino Unido também propõe um acordo de livre-comércio "valente e ambicioso" entre o Reino Unido e a UE.

.

7. "Devemos continuar trabalhando juntos para avançar e proteger nossos valores europeus compartilhados".

.

- May recalca dentro deste parágrafo que "agora mais do que nunca, o mundo necessita de valores liberais e democráticos da Europa" e destaca a vontade britânica de desempenhar seu papel "a fim de assegurar que a Europa continue sendo forte e próspera e capaz de liderar o mundo, projetando seus valores e se defendendo das ameaças de segurança".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos