Bolsas

Câmbio

Trump diz que é um dos motivos da valorização do dólar

Nova York, 12 abr (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira que o dólar "está se fortalecendo muito" e disse que, em parte, ele é responsável pela "confiança" depositada em sua gestão.

"É muito duro competir quando há um dólar forte e outros países estão desvalorizando sua moeda", afirmou Trump em uma entrevista concedida ao jornal "The Wall Street Journal" em seu escritório na Casa Branca.

"Acredito que o dólar se está fortalecendo muito, e em parte é minha culpa, porque as pessoas têm confiança em mim", acrescentou.

Na entrevista, Trump se mostrou a favor da manutenção dos baixos níveis atuais das taxas de juros, que foram ligeiramente elevadas em dezembro e março, até entre 0,75% e 1%.

"Tenho que ser honesto (...): gosto da política de baixas taxas de juros", acrescentou.

O presidente americano, que chegou à Casa Branca no último dia 20 de janeiro, deixou aberta a possibilidade de manter no cargo a presidente do Federal Reserve (Fed), Janet Yellen, após o fim de seu mandato, no ano que vem.

Durante a campanha eleitoral, Trump tinha dito que "muito provavelmente" não renovaria o mandato de Yellen, lembra o jornal. "Gosto dela, a respeito", comentou sobre a presidente Fed.

Trump antecipou, além disso, que seu governo não considerará a China como um país "manipulador de sua moeda" em um relatório esperado para os próximos dias, o que também representa uma mudança de opinião do presidente.

"Não são manipuladores de moeda", concluiu Trump, que na semana passada se reuniu na Flórida com o presidente chinês, Xi Jinping.

Segundo Trump, a China não esteve manipulando sua moeda nos últimos meses e se os EUA a acusassem formalmente de fazê-lo, isso poderia pôr em risco as conversações entre Washington e Pequim sobre o programa nuclear norte-coreano.

Além disso, na entrevista, o presidente americano revelou que ofereceu melhorar os acordos comerciais com a China em troca de Pequim ajudar Washington a fazer frente à ameaça nuclear da Coreia do Norte.

"Disse (a Xi): 'Você sabe que não vamos deixar que continue (esse déficit comercial entre os países), mas quer ter um bom acordo? Resolva o problema da Coreia do Norte'", acrescentou Trump.

Com isso "valeria a pena ter um déficit comercial", acrescentou. EFE

ag/cs

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos