Bolsas

Câmbio

Ativistas protestam no Chile contra Monsanto e sementes transgênicas

Organizações sociais e ecologistas foram às ruas do Chile neste sábado (20) para protestar contra os perigos para a saúde humana e o meio ambiente provocados pelo uso de sementes transgênicas e agrotóxicos por parte da multinacional Monsanto no país e no restante do mundo.

Dezenas de pessoas participaram da manifestação no centro da capital chilena, convocada pelo Coletivo Ecológico em Ação e apoiada por diversas organizações do país. Os manifestantes afirmam que a Monsanto promove uma política agressiva e expansionista que põe em risco a autonomia alimentar e os cultivos tradicionais.

O Chile tentou aprovar há anos no Congresso uma lei para regular os direitos sobre a produção de sementes, mas a iniciativa não avançou por pressões sociais e de produtores, que lutam contra a privatização desse setor da agricultura.

"A lei Monsanto está arquivada atualmente no Ministério da Agricultura, mas constitui um perigo latente já que poderia ser aprovada a qualquer momento devido à pressão da agroindústria", disse

A organização acredita que o principal risco é a eventual reativação do Tratado Transpacífico, porque o acordo obrigaria o Chile a ratificar um convênio para privatizar as sementes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos