Bolsas

Câmbio

PIB cresce 1% no 1º trimestre após 8 quedas

Rio de Janeiro, 1 jun (EFE).- A economia brasileira cresceu 1% no primeiro trimestre deste ano em comparação com os três últimos meses de 2016, após oito períodos de queda, registrando o primeiro resultado positivo desde dezembro de 2014 e o fim de uma recessão de dois anos, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Os três setores que compõem o Produto Interno Bruto (PIB) tiveram um resultado positivo entre janeiro e março, liderados pelo agropecuário, que cresceu 13,4% (melhor resultado em 20 anos) graças a uma colheita recorde de grãos.

A indústria cresceu 0,9%, após dois trimestres seguidos em negativo, e os serviços, que respondem por 70% do PIB, continuaram estáveis.

Em comparação com o primeiro trimestre de 2016, no entanto, o PIB brasileiro encolheu 0,4% - foi o 12º resultado negativo na comparação anual -, e no acumulado dos últimos quatro trimestres, teve queda de 2,3%, ficando abaixo da redução de 3,6% do conjunto de 2016.

Na comparação com o primeiro trimestre do ano passado, o setor agropecuário também registrou um resultado positivo (15,2%), a indústria recuou 1,1% e o setor de serviços caiu 1,7%.

Os componentes do PIB que mostram a demanda tiveram um resultado negativo nos primeiros três meses do ano em relação ao último trimestre de 2016.

O consumo das famílias, um dos motores econômicos do país, caiu 0,1%, como reflexo do alto nível de desemprego, que no primeiro trimestre ficou em 13,7%, com 14,2 milhões de pessoas sem trabalho, a maior taxa desde 2012.

As despesas do governo caíram 0,6%, e os investimentos diminuíram 1,6%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos