Arábia Saudita e Bahrein retiram permissão de operações da Qatar Airways

(Atualiza com decisão de Bahrein e mais informações).

Riad, 6 jun (EFE).- Os governos da Arábia Saudita e do Bahrein retiraram nesta terça-feira a permissão de operação da companhia aérea do Catar, a Qatar Airways, e ordenaram os fechamentos de todos os escritórios da empresa nos dois países em um prazo de 48 horas.

A decisão ocorre um dia depois de Arábia Saudita e Bahrein terem rompido relações diplomáticas com o Catar.

A ordem decretada pela Autoridade Geral de Aviação saudita também retirou os vistos de todos os funcionários da Qatar Airways, segundo comunicado divulgado pela agência oficial "SPA". Horas depois, o Bahrein anunciou medidas similares contra a companhia aérea.

O Egito, que também rompeu relações diplomáticas com o Catar, anunciou hoje a interrupção de todos os serviços postais com o país. A informação foi divulgada pela agência oficial "Mena".

Além de Arábia Saudita e Bahrein, Egito e Emirados Árabes Unidos anunciaram ontem o fechamento de seus respectivos espaços aéreos para as companhias aéreas do Catar.

Todos os voos da Qatar Airways que iam em direção oeste tiveram suas rotas modificadas, passando agora pelo espaço aéreo do Irã e da Turquia, informaram os sites "Flight Radar" e "Flight Aware", que monitoram as operações das companhias aéreas em tempo real.

Também romperam relações com o Catar os governos do Iêmen e da Líbia que são apoiados pela Arábia Saudita, e as Ilhas Maldivas.

Os países justificaram as medidas pelo suposto apoio do Catar a "organizações terroristas", entre as quais citaram a Irmandade Muçulmana, o Estado Islâmico e a Al Qaeda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos