Competição com prêmio de US$ 50 mil nasce como estímulo da Visa às 'fintechs'

Miami (EUA), 6 jun (EFE).- A Visa convocou hoje as empresas emergentes do setor financeiro da América Latina para que participem, com propostas, para a transformação os sistemas de pagamentos eletrônicos em uma competição que oferece um prêmio de US$ 50 mil.

O salvadorenho Rubén Salazar, vice-presidente sênior de Produtos, Soluções e Inovação para a América Latina e o Caribe da Visa, disse à Efe que na América Latina há uma estimativa de que haja apenas cerca de mil 'fintechs', como são conhecidas as 'startups' de serviços financeiros, quando seu potencial é muito maior.

"As fintechs não tiveram na América Latina o impulso que vimos em outras regiões", afirmou Salazar, que apontou ainda que os investimentos globais nessas iniciativas somam mais de US$ 23 bilhões, mas US$ 600 milhões foram feitos na região.

Brasil e México são os países da região com um maior desenvolvimento de "fintechs", seguidos de Colômbia, Argentina e Chile.

A Visa espera que a "Everywhere Iniciative", como se chama a competição organizada antes na América do Norte, na Europa e na região Ásia-Pacífico, sirva de estímulo para criar empresas emergentes no setor financeiro na América Latina.

Das milhares de "fintechs" latino-americanas, 40% ou 50% são dedicadas especificamente a pagamentos, segundo Salazar, que espera que a premiação tenha muita repercussão e a disputa seja acirrada.

O prazo para apresentar candidaturas já está aberto, e em meados de julho já estarão selecionados 50 semifinalistas, divididos em cinco grupos de dez empresas cada.

Os finalistas sairão das apresentações que serão realizadas em 24 de agosto na Cidade do México, em 31 de agosto em Buenos Aires, no dia 7 de setembro em Santiago, em 26 de setembro em Bogotá e no dia 28 de setembro em São Paulo.

Em novembro, os 10 finalistas estarão em Miami para participar de um programa de quatro dias no Centro de Inovação da Visa para receber apoio e treinamento, e no dia 9 desse mês acontecerá a final, durante a chamada Finnosummit, uma reunião do setor financeiro em Miami.

Um júri elegerá e informará no mesmo dia o ganhador dos US$ 50 mil, explicou Salazar.

Mas o programa "Everywhere Iniciative" não só consiste nesse prêmio em dinheiro, como em conectar as "fintechs" "com bancos e comércios que buscam desenvolver novas soluções de pagamentos.

Salazar disse que a Visa não investe ou fica com uma participação acionária nas empresas tecnológicas emergentes, mas tem como objetivo é ser "catalisador" de investimentos por parte das instituições com as quais a operadora trabalha.

Muitos desses bancos, comércios, hotéis ou outras empresas que buscam soluções para fazer que a experiência de pagamento dos seus clientes seja melhor buscam a Visa, que conta na sua sede regional em Miami com um centro especializado em atender casos como estes e buscar soluções "sob medida".

O Centro de Inovação, que completa um ano nos próximos dias, já atendeu a mais de 50 bancos e empresas, disse um "muito, muito satisfeito" Salazar.

Normalmente, os especialistas do centro conseguem identificar o problema, dar um diagnóstico e buscar uma solução, que pode estar entre as muitas que a própria Visa oferece, mas também podem buscar uma opção no mercado, em 24 horas, ou, dependendo do caso, em 72 horas.

Salazar apontou que o maior competidor da Visa e das outras empresas de pagamentos eletrônicos é o feito com dinheiro - 80% das transações realizadas no mundo continuam a ser realizadas desta forma.

Tudo o que possa contribuir com avanços para uma economia totalmente digital tem benefícios econômicos para pessoas físicas, instituições financeiras e governos, que economizam despesas em segurança e logística, disse o executivo.

A Visanet, principal produto da Visa, conta com mais de 16 mil instituições financeiras e 44 milhões de estabelecimentos aderidos, e através dessa rede são realizadas 151 bilhões de transações por ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos