Bolsas

Câmbio

Meirelles fala de abertura para Brasil tirar mais proveito da globalização

Paris, 7 jun (EFE).- O ministro brasileiro de Finanças, Henrique Meirelles, afirmou nesta quarta-feira o compromisso com a abertura do seu país ao exterior em termos comerciais e de investimentos, com a intenção de melhor aproveitar a globalização.

Meirelles, que participou do fórum anual da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE) em Paris, apontou que durante muito tempo o Brasil se aferrou a medidas protecionistas e isso lhe impedia de obter todos os benefícios derivados da globalização.

Agora - assegurou - o Brasil "está comprometido com a abertura", mas também com uma série de reformas para melhorar sua produtividade.

Como prova dessa disposição para o exterior, Meirelles se referiu às negociações comerciais que o país faz com múltiplos parceiros e a vontade de entrar na OCDE, já que formalizou na semana passada uma demanda de adesão, que deve ser examinada durante a reunião ministerial da organização que é realizada entre hoje e amanhã.

O titular de Finanças, que participou de uma mesa redonda com ministros da Suécia, Austrália, Índia e Dinamarca, se referiu às reformas que o Governo está fazendo para liberalizar o mercado trabalhista, mas que em paralelo estão sendo adotadas medidas de proteção social e de ajuda sobretudo em direção dos trabalhadores que poderiam ficar marginalizados.

"É preciso criar oportunidades", em particular para que possam ter formações relacionadas com os novos requerimentos do mercado, argumentou.

No seu relatório semestral de Perspectivas publicado hoje, a OCDE alertou que a ainda tímida recuperação da economia brasileira em 2017 está ameaçada pela incerteza política que assola o país, cujo presidente, Michel Temer, enfrenta nesta semana um julgamento por suspeitas de corrupção na campanha de 2014.

Os especialistas da organização - que reúne 35 países considerados desenvolvidos - calculam que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil subirá 0,7% em 2017 e 1,6% em 2018, após ter caído 3,8% e 3,6% em 2015 e 2016, respectivamente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos