Bolsas

Câmbio

Dow Jones fecha praticamente estável

(Corrige segundo parágrafo).

Nova York, 26 jun (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta segunda-feira em leve alta de 0,07%, impulsionado pelos resultados das ações dos grandes bancos.

Ao final do pregão, o principal indicador da Bolsa de Nova York subiu 14,79 pontos e ficou com 21.409,55. Já o seletivo S&P 500 avançou 0,03%, até 2.439,07, enquanto o índice composto da Nasdaq caiu 0,29%, influenciado pelos títulos de companhias do setor tecnológico, para 6.247,15 pontos.

Os operadores do pregão nova-iorquino protagonizaram uma sessão volátil de avanços e retrocessos na qual estiveram pendentes do preço do petróleo nos mercados internacionais bem como da evolução do setor tecnológico e dos grandes bancos.

O barril do Texas, de referência nos Estados Unidos, subiu 0,86% e terminou o dia em Nova York em US$ 43,38, enquanto que o Brent, de referência na Europa e outros mercados, avançou 0,63% em Londres e fechou cotado a US$ 45,83.

Os investidores também estiveram atentos ao setor bancário, depois que, do outro lado do Atlântico, a Comissão Europeia deu sinal verde às medidas adotadas pelas autoridades italianas para liquidar dois bancos.

Por outro lado, no âmbito econômico americano foi anunciado um dado medíocre sobre os pedidos de bens duráveis às fábricas do país, que caíram 1,1% em maio, após uma queda similar em abril, o que indica um esfriamento no impulso econômico.

No final do dia, os setores em Wall Street fecharam divididos entre os avanços do financeiro (0,39%), do de matérias-primas (0,18%), do industrial (0,09%) e do energético (0,04%), e os descensos do tecnológico (-0,53%) e do sanitário (-0,16%).

A Goldman Sachs (1,5%) liderou os lucros no Dow Jones, na frente de Walt Disney (1,16%), American Express (0,9%), Wal-Mart (0,88%), Nike (0,81%), Verizon (0,79%), IBM (0,73%), Cisco Systems (0,47%), JP Morgan (0,44%) e Coca-Cola (0,4%).

Do outro lado, as baixas foram puxadas pela Boeing (-1,1%), seguida por Microsoft (-0,95%), Microsoft (-0,95%), Chevron (-0,82%), Exxon Mobil (-0,45%), McDonald's (-0,44%), Pfizer (-0,38%), Visa (-0,38%), Merck (-0,36%) e Intel (-0,35%).

Em outros mercados, a onça do ouro caía para US$ 1.244,6, enquanto a rentabilidade da dívida pública a dez anos recuava até 2,136%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos