Bolsas

Câmbio

Las Vegas reforça atrativos turísticos com maconha recreativa legal

Adriana Arévalo.

Las Vegas (EUA), 1 jul (EFE).- Para alguns "a cidade do pecado", para outros a divertida "cidade que nunca dorme", Las Vegas acrescenta aos casinos e aos espetáculos de todo tipo um novo atrativo: poder comprar e consumir maconha com fins recreativos.

O motivo é que Nevada, onde está localizada a possivelmente mais iluminada do planeta, se tornará neste sábado o sétimo estado dos Estados Unidos, além do distrito de Columbia, em que a maconha é legal não só para uso medicinal.

Além dos 37 dispensários autorizados a vender maconha no estado para uso recreativo, também "esfregam as mãos" os responsáveis pelas finanças públicas.

"Estamos há meses nos preparando para este dia. São muitos detalhes, muitas coisas, mas estamos prontos para receber os novos clientes que virão a Las Vegas à procura de maconha recreativa", disse à Agência Efe Al Fasano, proprietário do ReLeaf, o primeiro dispensário aberto na cidade, em outubro do 2015.

Fasano e os proprietários de outros estabelecimentos preveem que sua clientela pode se multiplicar por três ou até por oito, tal como aconteceu em Colorado, Oregon e Washington, quando foi ampliado o espectro da legalização dos derivados da cannabis sativa - a planta da maconha.

Dos 60 dispensários de maconha medicinal que existem em Nevada, 37 receberam licença para também vender maconha recreativa.

Segundo um informe publicado em maio pelo grupo nomeado pelo governador de Nevada, Brian Sandoval, para tratar desta nova fonte de receita para o estado, 63% da maconha recreativa será adquirida por turistas, que são muitos em Las Vegas.

Números oficiais indicam que 42 milhões de pessoas visitaram a cidade encravada no meio do deserto em 2016.

O ReLeaf, localizado na avenida onde estão os cassinos mais deslumbrantes, contratou 25 novos funcionários para atender à esperada avalanche de clientes.

"Neste momento recebemos entre 150 e 200 pacientes que nos visitam à procura de maconha medicinal, mas estamos prontos para receber 500 clientes ou mais por dia, se assim acontecer", esclareceu Fasano.

Jessica Velázquez e a sua sócia Maritza Bermúdez, que trabalham como contadoras para o ReLeaf e outros 20 dispensários em Las Vegas, afirmam que a cidade está mais do que pronta para se tornar a nova capital mundial da erva.

"Não há dúvida de que Nevada está preparada para isso. São muitas pessoas trabalhando ao mesmo tempo para fazer disso um sucesso, e, com o número de pessoas que visitam só Las Vegas a cada ano, com certeza em breve será assim", assinalou Maritza.

"O Colorado (primeiro estado a legalizar a maconha com fins recreativos) chegou a receber investimentos de US$ 1 bilhão antes do fim do ano passado e eles não têm o volume de turismo que temos aqui", enfatizou Jessica.

Las Vegas espera um grande movimento durante este primeiro fim de semana de venda legal de maconha de uso recreativo, que coincide com o "feriadão" de 4 de julho, Dia da Independência.

A partir deste sábado os percursos turísticos farão paradas em hortas, cozinhas e salões onde será possível experimentar as diferentes variedades de maconha. Variedades que vêm em forma de planta, produtos comestíveis, bebidas e mais.

Em meio a todo este otimismo, os donos de dispensários têm uma só queixa: uma ordem de um juiz de Carson City que estabelece que os atacadistas de bebidas são os únicos autorizados a transportar maconha desde as plantações aos locais de venda.

"Isso todos nós fazemos há mais de um ano sem nenhum problema, mas agora temos que ter os atacadistas fazendo esse trabalho, aumentando o custo final para os clientes e complicando um processo que já tínhamos resolvido", contou o proprietário do ReLeaf.

No entanto, a briga pelas licenças de distribuição pode se resolver rápido, pois o estado de Nevada confirmou através do Departamento de Impostos que planeja recorrer da decisão judicial. EFE

aa/cs/rsd

(foto) (vídeo)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos