Bolsas

Câmbio

Comércio entre Mercosul e Venezuela caiu 66,7% desde entrada do país no bloco

Buenos Aires, 4 ago (EFE).- O comércio entre o Mercado Comum do Sul (Mercosul) e a Venezuela caiu 66,7% desde a entrada do país no bloco, em 2012, de acordo com relatório publicado nesta sexta-feira pela consultora privada Abeceb.

O volume total das negociações foi e US$ 9,74 bilhões, registrado há cinco anos, para US$ 3,24 bilhões, em 2016.

De acordo com os dados do documento, no período, as exportações do Mercosul para a Venezuela foram reduzidas em 63,8%, de US$ 7,76 bilhões para US$ 2,80. Já as importações do país presidido por Nicolás Maduro teve queda ainda maior, de 78,14%, indo de US$ 1,98 bilhão, para US$ 433 milhões.

Os valores divulgados pela Abeceb mostram que a retração da atividade comercial aconteceu, principalmente, nos últimos dois anos, devido a crise econômica vivida no país, que, segundo as previsões da firma de consultoria, terá queda no PIB de mais de 10%.

No Mercosul, em 2016, os maiores exportadores para a Venezuela foram Argentina e Brasil, respectivamente, com 52% e 45%. Já nas importações, o Brasil foi responsável por 96% das compras de todo o bloco, seguido pela Argentina, com 3%.

Os alimentos representaram mais da metade das exportações do Mercosul para a Venezuela, e, de 2012 para 2016, tiveram redução de 53,7%. Por outro lado, os produtos mais comprados da Venezuela foram combustíveis e lubrificantes, que tiveram queda de 83,7% nos últimos cinco anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos