Bolsas

Câmbio

Milicianos paralisam durante horas produção no campo de Sharara, na Líbia

Trípoli, 7 ago (EFE).- Homens armados conseguiram interromper nesta segunda-feira por algumas horas a produção de petróleo no campo de Sharara, a maior jazida da Líbia, cuja exploração tem participação da empresa espanhola Repsol e da francesa Total.

Fontes da Companhia Nacional de Petróleo líbia (NOC) explicaram à Agência Efe que os milicianos entraram durante a manhã no centro de operações do porto de Zawiya, no noroeste do país, por onde é comercializado o petróleo.

"Os protestos dos milicianos obrigaram suspender durante algumas horas os trabalhos. A situação voltou pouco a pouco à normalidade", apontou o responsável em Trípoli, que evitou oferecer mais detalhes.

A citada jazida, que Total e Repsol exploram junto à NOC, além da austríaca OMV e da norueguesa Statoil, já sofreu uma interrupção similar de dois dias em junho devido a um protesto de seus próprios trabalhadores.

Fechado por questões de segurança em 2014, o campo Sharara produz atualmente cerca de 275 mil barris de petróleo diários, quase um terço da produção total da Líbia, que em julho chegou aos 865 mil barris.

Essa quantidade representa a metade do que o país produzia antes do triunfo, em 2011, da revolução que acabou com a longa ditadura de Muammar Kadhafi.

Desde então, a Líbia é um estado fracassado, vítima do caos e da guerra civil, no qual dois governos, um no leste e outro no oeste, lutam pelo poder e o controle dos recursos naturais apoiados em várias milícias e senhores da guerra fortemente armados que frequentemente mudam de esquadrão.

Essa instabilidade fez crescer diversos grupos jihadistas, como o Estado Islâmico, e organizações mafiosas dedicadas ao tráfico ilegal de pessoas, alimentos, armas e principalmente gasolina.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos