Bolsas

Câmbio

França reconhece venda de ovos contaminados, mas descarta perigo humano

Paris, 11 ago (EFE).- O ministro de Agricultura da França, Stéphane Travert, confirmou nesta sexta-feira que mais de 200 mil ovos contaminados com fipronil, importados de Bélgica e Holanda, foram vendidos no mercado interno, ainda que tenha descartado qualquer risco para a saúde humana.

Travert disse que em abril passado já foi vendido um lote de 196 mil ovos contaminados sem que houvesse "impacto para a saúde" dos consumidores.

Em declarações à emissora "RMC", o ministro declarou que "os níveis de contaminação não representam um risco para o consumidor", ainda que tenha convidado as empresas a que, se preferirem, os destruam ou os descartem.

Por enquanto, esses ovos não podem ser vendidos à espera da investigação encarregada à Agência Francesa de Segurança Alimentar.

Travert falou que, no caso de os resultados da investigação serem negativos, as empresas que receberam os lotes de ovos contaminados poderão colocá-los de novo à venda.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos