Bolsas

Câmbio

Início de negociação para "atualizar" Nafta é "histórico", dizem EUA

Washington, 16 ago (EFE).- O Representante de Comércio Exterior dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, ressaltou nesta quarta-feira que o início da renegociação do Tratado de Livre-Comércio do Atlântico Norte (Nafta) com o México e o Canadá é "histórico" e afirmou que os três países reconhecem que deve ser "atualizado".

"É um dia histórico. Pela primeira vez na história vamos revisar um grande acordo comercial", disse Lighthizer em sua declaração inicial no início da primeira rodada de negociações, em Washington.

O representante, acompanhado pelo secretário de Economia do México, Ildefonso Guajardo, e pela ministra das Relações Exteriores do Canadá, Chrystia Freeland, ressaltou que "o Nafta falhou para muitos americanos e deve ser regulado".

Além disso, Lighthizer indicou que, com esta renegociação, o presidente dos EUA, Donald Trump, "está cumprindo" com uma de suas promessas de campanha.

Trump qualificou o Nafta, em vigor desde 1994, como um "desastre" e prometeu encerrá-lo caso não conseguisse um acordo melhor para os interesses de seu país.

Para o presidente americano, que defendeu uma agenda de nacionalismo econômico e protecionismo comercial, o pacto é responsável pela perda de milhares de empregos nos EUA e pela deslocalização de empresas.

Lighthizer ressaltou que a redução do déficit comercial, especialmente com o México, será uma das "prioridades" do governo americano para conseguir um novo Nafta.

A primeira rodada de negociações vai até o próximo domingo, dia 20 de agosto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos