Bolsas

Câmbio

Peña Nieto afirma que México está em transição para energia limpa

Cidade do México, 16 ago (EFE).- O México está em transição do uso de insumos contaminantes para gerar energia com a utilização de fontes limpas, que representarão 35% da produção do país em 2024, garantiu nesta quarta-feira o presidente Enrique Peña Nieto.

Ao festejar os 80 anos da fundação da estatal Comissão Federal de Eletricidade (CFE), Peña Nieto ressaltou que em 2016 a geração energética com fontes limpas no país foi de 28%.

"Está projetado que para 2024 tenhamos 35% da produção de energia através de fontes renováveis, limpas", acrescentou Peña Nieto ao conduzir os testes de operação da central geradora de ciclo combinado Empalme I, no estado de Sonora, no noroeste do México.

Peña Nieto explicou que neste espaço de transição se deixará pra trás a geração de energia "pouca amigável com o meio ambiente", que se vale de insumos como óleo combustível e diesel, para passar ao gás natural.

O presidente mexicano destacou ainda que, 80 anos após sua fundação, a CFE atende cerca de 120 milhões de mexicanos, que representam 98,6% da população do país, e comemorou a transformação da empresa estatal no marco da reforma energética de 2013, que abriu o setor à iniciativa privada.

A transformação da CFE permitiu a redução dos preços que as famílias mexicanas pagam pelo fornecimento de energia elétrica a respeito das tarifas aplicadas em 2012, sustentou Peña Nieto.

Além disso, segundo acrescentou, as tarifas de alto consumo para a indústria e o comércio estão "muito alinhadas ao custo de produção" e, desde a abertura do setor elétrico, são menores em relação às que eram pagas em 2012.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos