Bolsas

Câmbio

China condena "energicamente" novo teste nuclear norte-coreano

Pequim, 3 set (EFE).- A China "condenou energicamente e denúncia firmemente" o novo teste nuclear realizado neste domingo pela Coreia do Norte, segundo um comunicado do Ministério de Assuntos Exteriores do país, que pede a Pyongyang para retomar ao caminho do diálogo.

"O teste atômico aconteceu apesar da oposição geral da comunidade internacional", acrescenta o comunicado.

Pequim condena "firmemente" a Coreia do Norte a que leve em conta "a sólida vontade" da comunidade internacional de conseguir a desnuclearização da península coreana.

Além disso, a China pede a Pyongyang que respeite as resoluções do Conselho de Segurança (CS) das Nações Unidas, "deixe de tomar decisões equivocadas" e volte "de forma real ao caminho do diálogo".

O comunicado acrescentou que a China continuará trabalhando "de forma inquebrantável e cansativa" junto com a comunidade internacional a favor da desnuclearização da península coreana e para manter a paz e a estabilidade na região.

Geralmente, a reação chinesa mantém uma linguagem similar ao de experimentos nucleares norte-coreanos anteriores.

O de hoje, o sexto teste realizado pelo regime de Pyongyang, aconteceu com uma bomba de hidrogênio, segundo o anúncio feito pelo país, e aconteceu apesar dos apelos que Pequim fez nas últimas semanas para que a Coreia do Norte não realizasse provocações com experimentos nucleares ou mísseis.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos