Bolsas

Câmbio

EUA reiteram que novo Nafta deve melhorar situação dos mais "prejudicados"

Cidade do México, 5 set (EFE).- O chefe de Comércio Exterior dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, reiterou nesta terça-feira que o novo Nafta deverá beneficiar os mais "prejudicados" pelo convênio trilateral, como os operários, e melhorar as condições trabalhistas nos três países.

A delegação dos EUA "está focada em expandir oportunidades em agricultura, serviços e indústrias inovadoras. Mas também temos que atender às necessidades daqueles prejudicados pelo Nafta atual, especialmente os trabalhadores de manufatura", afirmou Lighthizer em uma mensagem aos meios de comunicação.

O representante de Comércio Exterior americano qualificou esta renegociação como "histórica" e comemorou o fato de que foram estabelecidos "acordos mútuos importantes" neste segundo rodízio de conversas, que aconteceu entre os dias 1º e 5 de setembro no México.

"O nosso trabalho continua em um passo acelerado", indicou Lighthizer, que destacou que o objetivo final é lograr um crescimento econômico "robusto" em toda América do Norte.

Ao final da segunda rodada de negociação para modernizar este acordo com o México e o Canadá, que entrou em vigor em 1994, Lighthizer reforçou que o Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (Nafta) deve beneficiar todos os habitantes dos EUA, de agricultores a empregados de fábricas.

Além disso, espera também que "eleve os padrões de vida dos trabalhadores do México e do Canadá".

Um dos temas mais controversos é a inclusão de um capítulo trabalhista no tratado - hoje é um documento adjunto ao acordo original - e a possibilidade que este inclua uma melhora das pobres condições salariais no México.

Desta maneira, Lighthizer manteve vigente o interesse e a mensagem de tom populista do presidente americano, Donald Trump, de impulsionar um novo tratado em benefício da classe operária, que considera que foi enormemente prejudicada pelo Nafta, uma vez que este conduziu à deslocalização de empresas para o México.

Por outro lado, o politico expressou a sua vontade de continuar trabalhando para fechar acordos, afastando-se das mensagens mais negativas do republicano, que em declarações recentes voltou a insistir na possibilidade de acabar com este pacto comercial.

Os negociadores do Nafta viajarão a Ottawa, no Canadá, para realizar a terceira rodada de negociações, entre os dias 23 e 27 de setembro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos