Facebook contrata executivo para tratar com autoridades entrada na China

Nova York, 8 set (EFE).- O Facebook contratou um veterano executivo para tratar com as autoridades chinesas sua entrada no gigante asiático mediante grandes esforços, segundo publica nesta sexta-feira o jornal "The Wall Street Journal".

Trata-se de William Shuai, um antigo funcionário da agência governamental chinesa que nos últimos três anos trabalhava para a rede social de uso profissional LinkedIn, encarregado das relações com as autoridades locais.

Shuai trabalhará de perto com a representante do Facebook na China, Wang-Li Moser, que foi contratada há três anos para ajudar a empresa a estabelecer relações com o Governo de Pequim, segundo detalhou o jornal.

Apesar de estar bloqueado na China há anos, o Facebook tem desde 2009 um escritório em Pequim e em maio anunciou a intenção de abrir outro em Xangai, a capital econômica do sul do país.

O Facebook é bloqueado na China desde 2009, quando as autoridades chinesas aumentaram o controle a sites como a popular rede social, o portal de vídeos YouTube e Twitter.

Seu fundador, Mark Zuckerberg, não esconde o interesse que a rede social tem de entrar na China, país ao qual viaja bastante - sua mulher é de origem chinesa - e onde inclusive realizou um discurso em mandarim em 2015 em uma universidade de Pequim.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos