Bolsas

Câmbio

Pilotos da Avianca decidem terminar greve na Colômbia após 51 dias

Bogotá, 10 nov (EFE).- Os pilotos da Avianca filiados à Associação Colombiana de Pilotos Civis (Acdac) anunciaram nesta sexta-feira a suspensão da greve que iniciada há 51 dias e sua intenção de retornar ao trabalho na próxima segunda-feira.

A decisão dos pilotos ficou registrada numa ata assinada no final da noite de ontem pelo presidente da Acdac, capitão Jaime Hernández, e o defensor público, Carlos Alfonso Negret.

Segundo a ata divulgada pela Defensoria, os pilotos "decidiram suspender a cessação das atividades, retomar as operações aéreas 72 horas depois da assinatura deste documento e assim normalizar suas atividades trabalhistas".

A greve de 702 pilotos, equivalentes a metade da equipe dos pilotos da Avianca, começou no dia 20 de setembro para exigir melhorias salariais e outros benefícios trabalhistas.

As conversas das partes, com a mediação do Ministério do Trabalho, foram rompidas dias depois quando os pilotos rejeitaram a oferta da Avianca para melhorar suas condições trabalhistas.

Depois que a greve foi declarada ilegal pela Justiça e com o fracasso do governo em várias ocasiões na sua tentativa de formar um tribunal de arbitragem para resolver a questão, a Defensoria atuou como mediadora a pedido dos pilotos, apesar da negativa da companhia em reabrir a negociação.

Numa votação realizada ontem à noite, os pilotos filiados à Acdac aprovaram a suspensão da greve que nestes 51 dias obrigou a empresa a cancelar mais de 13 mil voos na sua maioria interna, afetando mais de 400 mil passageiros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos