Dívida estatal do Iraque alcança US$ 133 bilhões, maior nível já alcançado

Erbil (Iraque), 18 nov (EFE).- O vice-presidente do Iraque, Ayad Allawi, afirmou neste sábado que a dívida pública do país chegou a US$ 133 bilhões, o nível mais alto já alcançado.

Allawi disse em entrevista à imprensa que a dívida chegou a esse valor "apesar da riqueza natural do país", sem especificar os motivos por trás deste aumento.

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estimou que a dívida do Iraque em 2017 seria de quase US$ 123 bilhões e que esta subiria até US$ 132 bilhões em 2018.

Esse último número, que já foi superado, segundo o vice-presidente, representa mais de 65% do Produto Interno Bruto (PIB) do Iraque, segundo o FMI.

Por sua parte, o Banco Mundial (BM) afirmou em sua última análise da situação econômica do país, em outubro de 2007, que a economia iraquiana sofre, por uma parte, com a redução dos preços do petróleo nos mercados internacionais desde 2014 e, por outra, com as despesas da luta contra o grupo terrorista Estado Islâmico (EI), à qual foram destinados ingentes recursos estatais.

O déficit estatal se situou em 14% do PIB em 2016 devido às grandes despesas em segurança e ajuda humanitária com as quais o governo teve que arcar nos últimos anos, junto à redução de receita pela venda de petróleo, cujo preço diminuiu 22% em 2015, segundo o Banco Mundial.

A ajuda para os deslocados internos, cifrados em três milhões de pessoas, exerce uma pressão elevada sobre o orçamento estatal, destaca a instituição, segundo a qual a economia se beneficiará da recente melhoria da situação de segurança e pelo começo da reconstrução das áreas afetadas pelo conflito com o EI.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos