Bolsas

Câmbio

Governo Trump entra com ação para impedir fusão entre AT&T e Time Warner

Washington, 20 nov (EFE).- O governo dos Estados Unidos entrou com uma ação nesta segunda-feira na Corte Federal do Distrito de Columbia com o objetivo de impedir a fusão entre a AT&T e o grupo Time Warner por considerar que a operação prejudicaria os consumidores americanos por reduzir a concorrência no setor.

"Se for permitida a execução, essa fusão prejudicará os consumidores ao reduzir substancialmente a concorrência no setor tradicional de distribuição e ao desacelerar a concorrência online", afirmou o Departamento de Justiça dos EUA na ação.

O texto argumenta que essa falta de competitividade ocasionaria aumento de preços, afetando diretamente o bolso dos americanos.

O acordo entre as duas empresas, avaliado em US$ 108 bilhões, seria uma das maiores fusões da história do país.

Entre os diversos produtos que envolvidos no acordo estão os canais "CNN", "TNT" e "HBO", a Warner Bros, assim como os direitos de transmissão da NBA e da MLB, as ligas nacionais de basquete e de beisebol dos EUA, respectivamente.

"Não temos nenhuma intenção que vá além do exige o cumprimento da lei. Nunca vi uma oposição assim a um acordo por parte do Departamento de Justiça", disse em entrevista coletiva após o anúncio da ação do governo o presidente da AT&T, Randall Stephenson.

Nas últimas semanas, a imprensa tem indicado que o governo de Trump tinha colocado como condição para aprovar a fusão que a "CNN", uma das joias do grupo Time Warner e muito criticada pelo presidente pela cobertura feita pela emissora, fosse vendida.

Outra sugestão era a negociação da DirecTV, da AT&T.

Nesse sentido, a ação do governo acusa a Time Warner de ter atrapalhado a opção por ter pedido um preço alto demais pela "CNN".

Stephenson não descartou a hipótese de a ação estar ligada à tensa relação entre Trump e a CNN, chamada pelo presidente de "fake news". Durante a campanha, o empresário republicano chegou a afirmar que, se fosse eleito, vetaria qualquer fusão.

A AT&T registrou em 2016 um lucro de US$ 163 bilhões, o que a transforma na maior empresa de telecomunicações do mundo. Já a Time Warner obteve no mesmo período US$ 29,3 bilhões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos