Bolsas

Câmbio

UE e Mercosul trocam novas ofertas sobre acordo comercial

Bruxelas, 5 dez (EFE).- A União Europeia (UE) e os países do Mercosul (Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai) trocaram nesta terça-feira novos documentos de ofertas de acesso a mercados em plena rodada de negociações intensiva para tentar fechar um acordo de associação antes do fim deste ano, informaram fontes do bloco latino-americano próximas da negociação.

As fontes não ofereceram detalhes sobre as cotas de acesso aos mercados ofertadas por ambas as equipes negociadoras nesta terça-feira em Bruxelas, mas disseram que a UE não incluiu uma nova oferta em carne bovina e etanol, dois dos produtos que geraram maior debate durante as conversas.

"Desde outubro, começamos uma discussão para entender as ofertas de cada lado e explicar o que não nos agradava. Este processo continuou durante esta semana e tentamos adaptar tudo nas ofertas trocadas hoje", indicaram as fontes.

A rodada de negociações, que começou na última quarta-feira e cuja conclusão está prevista para esta sexta-feira, teve um início relativamente "lento", mas, desde o primeiro dia, houve uma aceleração, o que permitiu que, "de repente, fossem encontradas soluções para questões que foram um problema durante muito tempo tenham encontrado", assinalaram as fontes.

"Quando chegamos na semana passada, havia muitos temas em aberto, mas acredito que a vontade manifestada por ambos os lados foi transferida" às negociações, indicaram as fontes.

Não obstante, ainda há "um número significativo de assuntos abertos", alguns que poderão ser abordados em nível político por parte dos ministros e outros que requereriam "algum tipo de trabalho no ano que vem".

Sobre a mesa está para o Mercosul a possibilidade de conseguir com a UE um pacto similar ao que os europeus chegaram com o Japão em julho, quando foi fechado um acordo político em nível de líderes, mas que ainda tem aspectos técnicos pendentes.

As partes poderiam chegar a este ponto durante a reunião ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC), que acontece em Buenos Aires na próxima semana.

As fontes se mostraram "confiantes" de que "as coisas seguem por um bom caminho" e explicaram que, após a troca de ofertas de hoje, "nada estava fora das expectativas previstas para esta sessão".

As ofertas sobre o acesso aos mercados da carne bovina e do etanol figuram entre os "assuntos complicados" que ainda precisam ser resolvidos, mas as fontes reiteraram que "encontrar um nível aceitável de cotas para estes produtos não está muito além do nosso alcance ".

A reunião no próximo domingo em Buenos Aires, na qual previsivelmente se encontrarão os comissários de Comércio e Agricultura, Cecilia Mälmström e Phil Hogan, e vários ministros de diferentes ramos de cada país do Mercosul, será um momento de definição para as últimas fases da negociação.

Os países do Mercosul esperam sair desta reunião com uma oferta melhor em matéria de carne bovina e etanol.

"Uma oferta revisada em carne e etanol é o caminho para melhorar as ofertas de ambos os lados e alcançar um acordo", afirmaram as fontes.

Até o momento, os capítulos que estão praticamente fechados, desde que começaram as negociações em Bruxelas na quarta-feira passada, versam sobre as medidas sanitárias e fitossanitárias, o desenvolvimento sustentável e os serviços.

Já concluídos estão os pontos de concorrência, facilitação do comércio e cooperação em matéria alfandegária.

As equipes negociadoras permanecerão em Bruxelas até sexta-feira para continuar com o "trabalho técnico".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos