Bolsas

Câmbio

Bitcoin chega a US$ 16 mil e alcança novo recorde

Nova York, 7 dez (EFE).- O valor da moeda virtual bitcoin se situou nesta quinta-feira em US$ 16 mil, sua nova marca histórica, no meio de uma sequência volátil de apenas dois dias, nos quais as diferentes casas de câmbio ofereceram preços máximos discordantes, que chegaram até US$ 19,5 mil.

A divisa já tinha atingido o recorde de US$ 15 mil nesta quinta-feira pela manhã, mas, pouco depois, superou os US$ 16 mil, o que representa um aumento de 40% em questão de 40 horas, afirmou o jornal "The Wall Street Journal" com base em dados do WSJ Market Data Group.

A plataforma de câmbio de moedas virtuais Coinbase registrou o número mais alto: nela, o valor do bitcoin estava acima de US$ 19,5 mil por volta das 16h GMT (14h em Brasília) e, depois disso, a casa indicou no Twitter que o alto volume de transações estava dando problemas a seus usuários, segundo o site "Yahoo Finance".

Não obstante, outras plataformas de câmbio mostravam diferenças no preço da divisa e, de acordo com a CoinDesk, uma das maiores, o máximo alcançado hoje por volta das 16h GMT foi de aproximadamente US$ 16,5 mil, enquanto para a Bitfinex foi de US$ 14,5 mil e para a Bithumb de US$ 19 mil.

A divergência entre os preços nessas plataformas é consequência da "imaturidade" do mercado, segundo o "Yahoo", que acrescentou que a falta de uma infraestrutura industrial em comparação com as casas tradicionais dificulta a gestão dos altos volumes de transações.

Apesar da sequência volátil que o bitcoin experimenta ultimamente, sua capitalização no mercado é de aproximadamente US$ 270 bilhões na atualidade. Se o bitcoin estivesse cotado no índice S&P 500 de Wall Street, já estaria entre as 20 maiores companhias, segundo o meio "CNBC".

A moeda virtual, que há apenas duas semanas estava abaixo de US$ 10 mil, valia US$ 996 em 1º de janeiro e seu valor disparou de maneira vertiginosa este ano, mais de 15 vezes (1.500%).

Este aumento vertiginoso aconteceu por causa da próxima negociação de futuros sobre o preço do bitcoin em três mercados americanos: o mercado de Chicago CBOE, neste domingo; a Bolsa Mercantil de Chicago (CME), em 18 de dezembro, e o de futuros do índice Nasdaq em 2018.

Além disso, informações indicam que derivados da divisa virtual também serão cotados em Tóquio no ano que vem.

O Bitcoin é uma moeda virtual descentralizada que surgiu em 2009 e se baseia na tecnologia "blockchain" (cadeia de blocos), que também é aplicada em outras moedas virtuais e divisas que baseiam seu valor material na encriptação de dados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos