Bolsas

Câmbio

Macri defende melhora de vida do povo com sistema multilateral de comércio

Buenos Aires, 10 dez (EFE).- O presidente da Argentina, Mauricio Macri, abriu neste domingo a 11ª Conferência da Organização Mundial do Comércio (OMC) com uma alegação ao sistema multilateral de comércio e sua função para "melhorar a vida" das pessoas, mas defende que o faça de forma mais eficiente, porque seus benefícios não chegaram "a todos".

"Convido todos a avançar nos consensos necessários para que as regras do comércio mundial estejam em sintonia com as realidades sociais do século XXI", destacou o governante em Buenos Aires para centenas de autoridades dos 164 países que integram o organismo, bem como para seus colegas de Brasil, Michel Temer; Paraguai, Horacio Cartes; e Uruguai, Tabaré Vázquez.

Macri os convidou para "trabalharem juntos" a fim de "expandir os benefícios do comércio", mas pondo no centro do debate "o desenvolvimento humano, o cuidado do planeta, a igualdade de gênero e a equidade social".

As plenárias da reunião da OMC, que Macri esperou sejam uma "contribuição significativa para o futuro do comércio internacional" e sobretudo para o conforto dos povos da América, acontecerão durante três dias em Buenos Aires e serão abertas oficialmente na manhã da segunda-feira.

"É um fato histórico que a OMC se reúna na nossa região pela primeira vez", destacou Macri, para quem a presença dos seus colegas na cerimônia de hoje é um "claro gesto de apoio ao multilateralismo" e ao objetivo compartilhado de "construir um comércio justo baseado em regras claras".

Para o presidente anfitrião, por mais de 20 anos a OMC - criada em 1995 - foi uma peça "fundamental" do sistema de governança econômica global e fez do comércio uma fonte central de "crescimento e desenvolvimento".

Macri disse que seu país procura "assentar as bases para o debate sobre como tornar o sistema multilateral de comércio mais eficaz, para que se converta em motor de desenvolvimento", com o convencimento de que o caminho para atingi-lo "é um mundo aberto onde todos comercializam com todos com regras claras e justas".

"Renovar nosso firme compromisso com o fortalecimento do sistema multilateral do comércio que nos levará a melhorar a vida da nossa gente", acrescentou o argentino.

Macri também declarou que este evento coincide com um novo período da Argentina "que desperta muito entusiasmo", uma vez que o país quer ser "confiável e produtivo, sustentado e inserido no mundo".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos