Bolsas

Câmbio

Banco do México eleva taxa de juros para 7,25%

Cidade do México, 14 dez (EFE).- O Banco do México (Banxico) elevou nesta quinta-feira em 0,25 pontos percentuais a taxa de juros do país, para 7,25%, depois de o Federal Reserve (Fed), o banco central dos Estados Unidos, ter feito o mesmo ontem.

Em comunicado, a Junta de Governo do Banxico explicou que tomou a decisão por considerar que a economia mexicana vive uma situação complexa no momento, sobretudo devido à renegociação do Tratado de Livre Comércio da América do Norte (Nafta).

A alta ocorre após o Fed elevar a taxa de juros nos EUA também em 0,25 pontos percentuais, para uma faixa entre 1,25% e 1,5%.

"A decisão também busca manter ancoradas as expectativas de inflação de médio e longo prazo, e reforçar a tendência de baixa da inflação geral para a meta de 3%", indicou o órgão em nota.

"A junta acompanhará muito de perto a evolução da inflação em relação à trajetória prevista, considerando o horizonte no qual opera a política monetária, assim como todos os determinantes da inflação, incluindo a posição monetária relativa entre México e EUA", completou a nota.

O Banxico afirmou na decisão que a economia mexicana registrou uma retração no terceiro trimestre, diferentemente dos EUA, onde espera-se que a atividade econômica cresça em "ritmo sólido"

Os representantes da Junta de Governo também identificaram como riscos uma maior desvalorização da moeda por uma "evolução desfavorável" da negociação do Nafta, uma reação adversa às decisões nas políticas monetária e fiscal dos EUA, ou uma alta dos preços dos bens agropecuários e energéticos.

Foi a décima alta de juros promovida pelo Banxico desde 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos