Bolsas

Câmbio

Acordo Mercosul-UE ocorreria sob a presidência do Paraguai, diz chanceler

Assunção, 18 dez (EFE).- A assinatura do acordo de livre-comércio entre o Mercosul (Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai) e a União Europeia (UE) se daria sob a presidência temporária do Paraguai, país que, na próxima quinta-feira, substituirá o Brasil no comando do bloco durante a cúpula de líderes dos Estados-membros, disse nesta segunda-feira o chanceler paraguaio, Eladio Loizaga.

"Acredito que (o acordo) será assinado já sob a presidência do Paraguai", declarou Loizaga aos jornalistas.

O chanceler acrescentou que espera a chegada em janeiro de uma delegação da UE para prosseguir com as negociações que ficaram pendentes após a reunião da semana passada em Bruxelas, e que possam ser resolvidas as diferenças sobre o tema agrícola.

Além disso, Loizaga disse que na conferência ministerial da Organização Mundial do Comércio (OMC), realizada na semana passada em Buenos Aires, ocorreram avanços, mas admitiu que ainda faltam ajustes em alguns pontos.

"Em Buenos Aires tivemos um grande avanço. Logicamente, algumas arestas ainda precisam ser aparadas", disse o ministro paraguaio.

Em 8 de dezembro, UE e Mercosul fecharam em Bruxelas uma rodada de negociações na qual houve uma nova troca de ofertas comerciais, mas sem melhorias nas ofertas europeias de acesso à carne bovina e ao etanol, produtos que causam as maiores discordâncias entre ambos os blocos.

As negociações entre EU e Mercosul começaram em 1999, mas fontes de ambas as organizações coincidem em apontar que ocorreram mais progressos nos últimos dez meses que em toda a década anterior.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos