Bolsas

Câmbio

Argentinos protestam diante do Congresso contra reforma da previdência

Buenos Aires, 18 dez(EFE).- Grupos de manifestantes enfrentaram nesta segunda-feira a polícia diante do Congresso argentino poucos minutos antes do início da sessão em que o Governo procura aprovar uma reforma da previdência que conta com grande rejeição política e social.

Para o dispositivo policial desdobrado no marco da sessão na Câmara de Deputados, uma juíza ressaltou hoje que a lei deve ser aplicada, ao deixar clara a proibição de os soldados usar armas de fogo para conter as manifestações, e insistiu que as balas de borracha só deverão ser usadas nas mesmas condições e a uma distância que "evite possíveis consequências nocivas para os manifestantes".

No entanto, para esta operação foi convocada a polícia de Buenos Aires, a cargo do Governo local, e não a Gendarmaria - força que depende do Executivo Nacional - pela controvérsia gerada depois que na quinta-feira, quando o projeto ia ser debatido em outra sessão, um enfrentamento entre os membros da Gendarmaria e manifestantes deixou dezenas de feridos e terminou com vários detidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos