ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Arábia Saudita aprova "maior orçamento da história" do reino

19/12/2017 17h05

Riad, 19 dez (EFE).- O governo da Arábia Saudita aprovou nesta terça-feira o orçamento estatal de 2018, que foi qualificado como "o maior da história do reino", com despesas que chegam a 978 bilhões de rials (US$ 261 bilhões), um aumento de 5,6% em relação ao ano passado, informou a agência oficial de notícias "SPA".

O rei Salman bin Abdulaziz destacou na reunião do gabinete na qual foram aprovados os orçamentos que as despesas previstas em 2018 são as mais elevadas da história do país, "apesar dos preços baixos do petróleo em comparação com os anos anteriores".

O monarca acrescentou que o objetivo é "atingir taxas de crescimento econômico adequadas, reduzir a carga sobre os cidadãos (...) e apoiar o setor privado".

Além disso, o rei indicou que as autoridades pretendem reduzir o déficit orçamentário do próximo ano para menos de 8% do PIB.

Salman bin Abdulaziz também louvou a redução do déficit orçamentário em 2017 em mais de 25%, em comparação com o ano fiscal anterior, apesar do aumento dos gastos públicos.

Segundo Abdulaziz, os programas e reformas do governo conseguiram reduzir a dependência do país do petróleo em aproximadamente 50%.

O príncipe herdeiro e vice-primeiro-ministro, Mohamed bin Salman, disse que o projeto de orçamento de 2018 é "um sólido indicador do sucesso de nossos esforços para melhorar a gestão das finanças públicas".

De acordo com os números apresentados, o Estado investirá no próximo ano 783 bilhões de rials (US$ 209 bilhões), pelo qual o déficit será de 195 bilhões (US$ 52 bilhões).

Depois da reunião do gabinete, o ministro de Economia e Planejamento, Mohammed al Tuwaijri, anunciou que, no próximo ano, o governo lançará nove programas para aumentar o crescimento e melhorar os procedimentos legais para "dar ânimo ao setor privado".

Em 2017, o déficit foi de 198 bilhões de rials sauditas (US$ 52,8 bilhões), 33% inferior a 2015, quando foi registrado um déficit recorde devido à redução do preço do petróleo nos mercados internacionais.

Os gastos públicos foram estimados em 6% a mais que em 2016, quando alcançou 825 bilhões de rials (US$ 211 bilhões).

Mais Economia