França proibirá paulatinamente exploração de petróleo

Paris, 19 dez (EFE).- O governo francês apresentou nesta terça-feira uma lei destinada a proibir de forma paulatina a exploração do petróleo no país, algo que deve ocorrer antes de 2040.

O projeto de lei, impulsionado pelo ministro de Ecologia, Nicolas Hulot, tem um caráter mais simbólico que real, já que a França produz apenas 1% do petróleo que consome.

No entanto, a medida foi bem recebida pelos ecologistas, que a consideram uma mensagem positiva contra as energias fósseis, dois dias depois de o presidente, Emmanuel Macron, anunciar o final de todas as centrais térmicas de produção de eletricidade antes do fim de seu mandato, em 2022.

A maior parte da produção petrolífera francesa está concentrada na região de Paris, na Aquitânia, no sudoeste, e na Alsácia, no leste.

No total, existem 63 jazidas de petróleo que, em conjunto, representam 4 mil quilômetros quadrados, dos quais as de Cazaux e Parentis, na Aquitânia, e Champotran e Itteville, na região de Paris, representam 40%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos