Bolsas

Câmbio

Boeing fecha 2017 com recorde de 763 aeronaves entregues e 912 pedidos

Nova York, 9 jan (EFE).- A Boeing fechou 2017 com a entrega de 713 aviões comerciais e uma carteira de 912 pedidos, permanecendo pelo sexto ano consecutivo como líder mundial do setor.

A empresa anunciou nesta terça-feira que o programa do 737 encerrou 2017 com um total de 529 aeronaves entregues, 74 delas do último modelo, batizado como MAX. Além disso, a Boeing tem pedidos para a construção de 745 aviões do tipo para os próximos anos.

Já o programa 787 Dreamliner teve o ritmo de produção mais alto já registrado na fabricação de um avião de duplo corredor, com a entrega de 136 aviões e uma carteira de 94 pedidos.

"Esse recorde foi possível porque seguimos inovando para encontrar novas vias para projetar, fabricar e entregar os aviões mais eficientes em consumo de combustível do mundo", destacou o chefe da divisão de aviões comerciais da Boeing, Kevin McAllister.

A fabricante informou que possui 912 pedidos de aviões, avaliados em US$ 134 bilhões, o que amplia a carteira total da empresa para 5.864 aeronaves, o equivalente a cerca de sete anos de produção.

"A forte atividade comercial reflete a demanda sólida e sustentável da família 737 MAX, incluindo o ultra eficiente MAX 10, que lançamentos no ano passado, e a crescente preferência pela família de aviões de duplo corredor", explicou McAllister.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos