ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Turismo mundial registrou crescimento de 6% em 2017, aponta OMT

10/01/2018 09h38

Madri, 10 jan (EFE).- O novo secretário-geral da Organização Mundial do Turismo (OMT), Zurab Pololikashvili, informou nesta quarta-feira que o turismo internacional aumentou 6% em 2017.

Durante seu discurso no Fórum Espanha Internacional em Madri, Pololikashvili calculou um aumento de entre 3% e 4% nas chegadas de turistas estrangeiros no mundo em 2018, em linha com as previsões de crescimento anual da organização até 2030.

O secretário-geral, que assumiu o cargo em 1 de janeiro, destacou a progressão rápida da China como mercado emissor de turistas, impulsionando o alto aumento interanual do turismo mundial.

Tal crescimento das chegadas de turistas estrangeiros no mundo já havia sido antecipado em meados de dezembro pelo seu predecessor, Taleb Rifai, quando a OMT revisou para o alto suas previsões para o conjunto de 2017.

Após um aumento de 7% até agosto, a organização apontava para um aumento de entre 4,5% e 5% no fechamento do exercício, dado que, habitualmente, os últimos meses do ano registram aumentos inferiores aos anteriores.

No entanto, o forte crescimento se manteve até outubro graças, sobretudo, a destinos da Europa meridional, à África do Norte e ao Oriente Médio.

Pololikashvili destacou a importância da indústria turística, ao representar 10% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial e ser o terceiro setor exportador do mundo.

Além disso, uma de cada dez pessoas no mundo trabalha diretamente ou indiretamente para o turismo, por isso que a OMT tem a responsabilidade de garantir que o setor beneficie todas as comunidades, sem deixar ninguém de lado, sublinhou.

Segundo o novo máximo responsável da organização, o crescimento sustentado do turismo dá imensas oportunidades de conforto econômico e de desenvolvimento, ainda que também enfrente numerosos desafios.

Entre eles, a segurança, os constantes câmbios nos mercados, a digitalização e os limites dos recursos naturais.

Pololikashvili se comprometeu, além disso, a liderar a OMT durante seu mandato (2018-2021) com especial atenção ao reforço de alianças entre os setores público e privado, o emprego de qualidade e as oportunidades para todos, o domínio da tecnologia e a inovação, e a promoção da sustentabilidade e da luta contra a mudança climática.

Mais Economia