Bolsas

Câmbio

Economia mexicana cresceu 2,1% em 2017, segundo dados preliminares

Cidade do México, 30 jan (EFE).- O Produto Interno Bruto (PIB) do México cresceu 2,1% durante 2017, segundo uma estimativa preliminar divulgada nesta terça-feira pelo Instituto Nacional de Estatística e Geografia (Inegi), o que representa um esfriamento da economia em relação ao ano anterior, quando registrou um aumento de 2,9%.

O crescimento do PIB foi impulsionado por avanços nos setores terciário (3,1%) e primário (2,8%), enquanto o secundário experimentou uma diminuição de 0,6%, em comparação com o ano anterior e em cifras originais, destacou o organismo em comunicado.

Durante o quarto trimestre do ano passado, o PIB mexicano aumentou 1,8% em relação ao mesmo período de 2016, graças ao impulso dos setores primário (4,2%) e terciário (2,6%), e com o retrocesso do secundário (0,7%).

Esta estimativa trimestral representa uma aceleração do crescimento econômico a respeito do período julho-setembro de 2017, quando o PIB registrou um aumento de 1,5% em termos reais.

Sem fatores conjunturais por temporada, o PIB avançou 1,7% no quarto trimestre a respeito do mesmo período de 2016, como consequência dos incrementos no setor primário (4%) e terciário (2,6%), e o retrocesso do 0,7% do secundário.

Em comparação com o trimestre prévio, também em cifras dessazonalizadas, o PIB cresceu 1% entre outubro e dezembro, produto do avanço do 3,1% das atividades primárias, de 1,2% do setor terciário e de 0,1% no secundário.

O Inegi divulgou pela primeira vez em outubro do 2015 esta estimativa preliminar do PIB trimestral, com a intenção de oferecer no curto prazo um dado confiável da evolução das atividades econômicas do país e respaldar assim a tomada de decisões.

A cifra é resultado de informação direta de mais de dois terços do trimestre e uma estimativa da terceira parte correspondente ao último mês do período.

O dado definitivo do PIB no quarto trimestre será divulgado no próximo dia 23 de fevereiro.

Na última revisão do seu prognóstico de crescimento em novembro, o governo estimou o aumento do PIB em uma categoria entre 2% e 2,6% este ano, apesar de um contexto internacional complicado e da incerteza gerada pela renegociação do Tratado de Livre Comércio da América do Norte (Nafta).

O México fechou o ano de 2016 com um crescimento de 2,9%, uma cifra maior que o 2,6% registrado em 2015.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos