Bolsas

Câmbio

Amazon lucra US$ 3 bilhões em 2017, 20% a mais que em 2016

Washington, 1 fev (EFE).- A Amazon lucrou US$ 3 bilhões ao longo do 2017, um valor 20% maior que no ano anterior, segundo os resultados apresentados pela companhia de comércio eletrônico nesta quinta-feira.

No último trimestre, a companhia obteve investimentos de US$ 1,9 bilhão, frente aos US$ 749 milhões que registrou no mesmo período de 2016.

O lucro foi impulsionado em grande medida pela reforma fiscal aprovada em dezembro pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que, no caso específico da Amazon, se traduziu, provisoriamente, em um crédito de US$ 789 milhões, informou a empresa.

A companhia, que apresentou hoje suas contas trimestrais, obteve um lucro líquido por ação de US$ 6,15 ao longo de 2017, acima dos US$ 4,90 conseguidos no ano anterior.

No último trimestre do ano, a Amazon registrou lucro líquido de US$ 3,75 por ação, frente aos US$ 1,54 que alcançou no mesmo período do ano anterior. Esta cifra superou amplamente as expectativas dos analistas, que estimavam um ganho líquido de US$ 1,83 por ação.

Além disso, os investimentos da Amazon entre outubro e dezembro, de US$ 41,3 bilhões (um aumento de 34% em comparação com os US$ 30,6 bilhões do mesmo período de 2016), foram superiores ao esperado.

O resultado operativo anual, no entanto, caiu 2% ao registrar US$ 4,1 bilhões em comparação com os US$ 4,2 bilhões do ano anterior.

A Amazon contratou quase 130 mil funcionários no mundo todo em 2017, excluindo as aquisições.

O CEO e fundador da companhia, Jeff Bezos, destacou em um comunicado a importância do principal produto da marca, Alexa, um assistente virtual que pretende tornar a vida quotidiana mais fácil.

"Nossas projeções de 2017 para Alexa foram muito otimistas, e as superamos amplamente. Não vemos surpresas positivas desta magnitude com muita frequência", disse Bezos, que agradeceu o apoio a clientes e sócios.

O "cérebro" de Alexa está "guardado" na nuvem digital do Amazon Web Services (AWS), por isso as suas "habilidades" estão disponíveis para clientes antigos e novos de dispositivos como Echo.

Precisamente, a AWS era uma das divisões nas quais os analistas esperavam grande crescimento, que se concretizou em 45% em estimativa trimestral e em 43% na anual, apesar da concorrência de serviços similares desenvolvidos por Microsoft e Google.

Dentro das contas da empresa, o segmento de AWS obteve investimentos de US$ 5,1 bilhões entre outubro e dezembro, e de US$ 17,4 bilhões na totalidade do ano.

Em relação ao próximo trimestre, a Amazon prevê alcançar investimentos trimestrais de entre US$ 47,75 e 50,75 bilhões, um índice de crescimento de entre 34% e 42% interanual.

A Amazon anunciou esta semana sua intenção de criar uma companhia que atenderá às necessidades médicas de todos os seus funcionários, uma iniciativa conjunta com o principal grupo bancário dos Estados Unidos, JPMorgan Chase, e a firma financeira do bilionário Warren Buffett (Berkshire Hathaway).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos