Bolsas

Câmbio

Paraguai suspende entrada de bitrens brasileiros para encerrar greve no país

Assunção, 2 fev (EFE).- O governo do Paraguai suspendeu nesta sexta-feira, por um ano, a entrada de caminhões bitrens (dois semirreboques) procedentes do Brasil para o transporte de soja e pediu aos caminhoneiros paraguaios que abandonem a greve que mantêm desde a segunda-feira, precisamente em protesto contra a resolução que autorizava a circulação desses veículos.

O ministro de Obras Públicas e Comunicações (MOPC), Ramón Jiménez Gaona, indicou em uma coletiva de imprensa que conseguiu um acordo com o governo estadual de Mato Grosso do Sul para que o transporte de soja para o Paraguai, cerca de 1 milhão de toneladas, seja feito com "caminhões convencionais", como exigiam os transportadores paraguaios.

"Se confirma e homologa o fato de que 50% da carga paraguaia e os outros 50%, que serão transportados pelos brasileiros, serão carregados através de caminhões convencionais", disse Jiménez Gaona.

A oposição à entrada dos bitrens brasileiros foi o principal motivo da greve dos transportadores paraguaios, que consideram que esse fato os deixava em desigualdade de condições, já que não dispõem deste tipo de veículo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos