ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Dow Jones fecha com forte queda de 4,6%

05/02/2018 21h12

Nova York, 5 fev (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta segunda-feira em forte baixa de 4,60%, após conseguir se recuperar de um retrocesso muito maior registrado uma hora antes do fechamento do pregão.

O principal indicador da Bolsa de Nova York caiu 1.175,21 pontos, para 24.345,75. O seletivo S&P 500 caiu 4,10%, para 2.648,94, enquanto o índice composto da Nasdaq recuou 3,78% e fechou aos 6.967,53 pontos.

No pior momento da sessão, o Dow Jones Industrial chegou a cair 1.597 pontos. No pregão anterior, o de sexta-feira, o mesmo índice tinha fechado com queda de 666 pontos.

Os números de hoje representam a maior queda em pontos já registrada na história centenária deste indicador, que começou o ano com quase 25 mil pontos. A sessão se concentrou nas vendas durante grande parte do dia, que aumentaram nas três últimas horas, especialmente nos últimos 60 minutos, quando a queda do Dow Jones passou rapidamente de 700 para quase 1.600 pontos.

Os analistas disseram que o desempenho de hoje e a forte queda de sexta-feira respondem a uma correção após os avanços registrados nas últimas semanas. Neste ano, o Dow Jones anotou 11 recordes, enquanto o S&P 500 marcou 14 e o índice da Nasdaq, 13.

Desde a sexta-feira, os analistas já consideravam que esses avanços eram insustentáveis, o que justifica as quedas mais recentes. No entanto, os especialistas insistem que nada indica que existe o risco de uma recessão no horizonte, já que cerca de 80% das companhias incluídas no S&P 500 que informaram seus resultados trimestrais nos últimos dias obtiveram lucros que superaram as expectativas do mercado.

Mesmo assim, a análise técnica da emissora "CNBC" indica que o fluxo de vendas esteve hoje muito acima do de compras por parte dos operadores que aproveitavam os baixos preços, por isso acredita que a correção se manterá na próxima sessão.

Nenhuma das empresas incluídas no índice Dow Jones escapou de fechar em números vermelhos, sendo a Apple a que registrou o melhor desempenho, com baixa de 2,5%.

Por sua vez, as quedas mais significativas foram as dos papéis de Boeing (-5,74%), ExxonMobil (-5,69%) e Home Depot (-5,60%).

Fora do Dow Jones, o quarto maior grupo bancário do país, Wells Fargo, desabou 9,22%, na primeira reação às medidas anunciadas ao fechamento de sexta-feira pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano).

Também sofreram fortes perdas outros títulos que costumam movimentar bastante o mercado e que não estão incluídos no Dow Jones, como Amazon (-2,79%) e Facebook (-4,74%).

No fechamento de outro mercados em Wall Street, a onça do ouro subia para US$ 1.341,40, e a rentabilidade dos títulos da dívida pública americana com vencimento em dez anos caía para 2,702%.

Mais Economia