ipca
-0,09 Ago.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Carlos Slim lidera lista da "Forbes" na América Latina; Lemann é o segundo

06/03/2018 15h54

Nova York, 6 mar (EFE).- O magnata mexicano das telecomunicações Carlos Slim é a sétima pessoa mais rica do mundo, com uma fortuna avaliada em US$ 67,1 bilhões, o que o deixa no topo da lista dos 89 bilionários da América Latina publicada nesta terça-feira pela revista "Forbes", na qual o brasileiro Jorge Paulo Lemann ocupa a segunda posição.

O homem mais rico do México, líder da companhia América Móvil, somou US$ 12,6 bilhões a seu patrimônio desde a última classificação da revista, que o situou em sexto entre os mais ricos do planeta em 2017, fora dos cinco primeiros pela primeira vez em 12 anos.

Slim, que também tem ativos nos setores imobiliário, de construção, de bens de consumo e da mineração no México, ostenta a maior riqueza entre os 89 latino-americanos que figuram na lista de 2018, na qual os brasileiros são maioria.

Na segunda posição está Lemann, o 29º mais rico do mundo graças a uma fortuna de US$ 27,4 bilhões procedentes de seus ativos na indústria cervejeira, seguido por outro brasileiro, o banqueiro Joseph Safra (36), com US$ 23,5 bilhões.

Lemann, que também é filantropo, é um dos sócios controladores da Anheuser-busch InBev, a maior cervejaria do mundo, junto com os também bilionários brasileiros Marcel Herrmann Telles (102) e Carlos Sicupira (124).

Na lista, que a "Forbes" elabora há 32 anos e inclui neste ano 2.208 pessoas com mais de US$ 1 bilhão, há 42 brasileiros, 16 mexicanos, 11 chilenos, nove argentinos, seis peruanos, três colombianos e dois venezuelanos.

Mais Economia