Bolsas

Câmbio

Argentina diz estar "otimista" em diálogo com EUA sobre taxação do aço

Buenos Aires, 28 mar (EFE).- O governo da Argentina afirmou nesta quarta-feira estar "otimista" a respeito do diálogo com os Estados Unidos para conseguir um acordo sobre as tarifas extraordinárias impostas às importações de aço e alumínio.

O ministro da Produção argentino, Francisco Cabrera, conversou ontem sobre as tarifas com o responsável de Comércio Exterior dos Estados Unidos, Robert Lighthizer.

"Temos que ser prudentes e, ao mesmo tempo, otimistas. Estamos trabalhando muito de perto com o governo dos Estados Unidos para poder encontrar uma solução definitiva que sirva às duas partes", disse hoje Cabrera em comunicado divulgado pela sua pasta.

No último dia 8 de março, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou que imporia tarifas extraordinárias de 10% às importações de alumínio e de 25% para as de aço.

Mas, na quinta-feira passada, Washington resolveu deixar temporariamente fora do aumento de tarifas a União Europeia (UE), a Austrália, a Argentina, a Coreia do Sul e o Brasil, que se somaram assim a uma lista de excluídos já integrada por Canadá e México.

A suspensão temporária das tarifas ficou submetida, no entanto, a conversas entre os Estados Unidos e os países desta lista.

"O diálogo é possível graças ao trabalho que viemos levando adiante com a nossa estratégia de inserção inteligente ao mundo. Desta maneira pudemos abrir uma via para poder negociar e tentar uma solução definitiva", comentou Cabrera.

"Temos que ser cautelosos, porque entendemos que isto ocorre no marco de um tema global, não só contra nosso país, pois todos os países estão envolvidos, mas acreditamos que nós não afetamos a produção local nos Estados Unidos, por isso temos chances de ser excluídos", completou.

Na Argentina, a taxa extraordinária anunciada pelos Estados Unidos afetaria fundamentalmente o grupo Techint, cuja subsidiária Tenaris é um dos maiores fabricantes mundiais de tubos de aço sem costura para a indústria petrolífera.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos