Bolsas

Câmbio

Dados de 87 milhões de usuários foram vazados para consultoria, diz Facebook

Nova York, 4 abr (EFE).- Dados de 87 milhões de usuários do Facebook foram acessados indevidamente pela consultoria britânica Cambridge Analytica, um número muito maior do que os 50 milhões divulgados inicialmente, reconheceu a empresa nesta quarta-feira.

"No total, acreditamos que informações de até 87 milhões de pessoas, a maioria dos Estados Unidos, podem ter sido compartilhadas inapropriadamente com a Cambridge Analytica", afirmou o diretor de tecnologia do Facebook, Mike Schroepfer, no blog da empresa.

Schroepfer escreveu um texto para detalhar mudanças que o Facebook adotará para restringir as informações acessadas por aplicativos na rede social. Os planos foram antecipados há duas semanas pelo fundador da empresa, Mark Zuckerberg.

Informações divulgadas pelas imprensas americana e britânica em março revelaram que a Cambridge Analytica tinha acessado dados de 50 milhões de usuários do Facebook, o que poderia representar uma violação das condições de privacidade da rede social.

Dias depois, Zuckerberg admitiu que erros foram cometidos, anunciando uma revisão das práticas de proteção dos dados dos usuários e medidas para evitar que a situação se repita no futuro.

Schroepfer explicou hoje que o Facebook informará, a partir de 9 de abril, os usuários cujos dados tenham sido compartilhados com a Cambridge Analytica. O "feed de notícias" da rede social ganhará um link para mostrar os aplicativos que estão sendo utilizados e que tipo de informação eles têm acesso.

O diretor de tecnologia explicou que a plataforma vai restringir os dados que esses aplicativos podem acessar. As mudanças também afetarão o Instagram, comprado pelo Facebook em 2012.

Além disso, o Facebook desativou a opção de buscar um usuário a partir do número de telefone ou do e-mail, um recurso utilizado de forma abusiva por "atores maliciosos", segundo a empresa.

Os registros de ligações e textos do Facebook Messenger e do Lite também serão apagados se superarem um ano.

Zuckerberg irá ao Congresso dos Estados Unidos no próximo dia 11 de abril para responder às perguntas dos legisladores sobre o uso e proteção dos dados dos usuários do Facebook.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos