ipca
-0,21 Nov.2018
selic
6,5 31.Out.2018
Topo

Barril do Texas fecha em alta de 2%

11/04/2018 16h18

Nova York, 10 abr (EFE).- O barril do Petróleo Intermediário do Texas (WTI, leve) fechou nesta quarta-feira em alta de 2%, cotado a US$ 66,82, um patamar que não atingia desde dezembro de 2014.

Ao final do pregão na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), os contratos futuros do WTI para entrega em maio subiram US$ 1,31 em relação ao preço do fechamento de ontem.

Os analistas atribuíram o avanço de hoje, pelo segundo dia consecutivo, aos temores de que possa haver uma intervenção militar na Síria por conta das denúncias que surgiram no último final de semana sobre um suposto ataque químico na Síria.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, já advertiu ontem que seu país responderá "contundentemente" ao suposto ataque e disse que tomará uma decisão nas próximas horas sobre possíveis represálias.

Os analistas atribuíram a alta de hoje aos temores de que nas próximas horas possa haver uma intervenção militar americana na Síria.

Os temores partem das ameaças que vem fazendo desde segunda-feira o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por causa das denúncias sobre um suposto ataque com armas químicas na cidade síria de Duma.

Desde segunda-feira, o WTI, o petróleo de referência nos Estados Unidos, acumulou uma alta de 7,67%.

O valor de hoje do WTI é o mais alto desde o registrado no fechamento de 3 de dezembro de 2014, quando os preços estavam desabando por causa de um excesso de oferta no mercado, depois de ter alcançado naquele ano um máximo de US$ 107,26.

Por sua vez, os contratos de gasolina para entrega em maio subiram US$ 0,03, para US$ 2,07 o galão, enquanto os de gás natural com vencimento no mesmo mês ganharam US$ 0,02, até US$ 2,68 por cada mil pés cúbicos.

Mais Economia