Bolsas

Câmbio

Polícia da Turquia prende 77 pessoas em Istambul em atos no Dia do Trabalho

Istambul, 1 mai (EFE).- A polícia da Turquia prendeu nesta terça-feira 77 pessoas em Istambul durante as mobilizações pelo Dia Internacional dos Trabalhadores, informou a imprensa local.

A maior parte das prisões ocorreu em bairros do centro da cidade quando os manifestantes tentavam chegar à Praça Taksim, fechada pelo governo hoje. A polícia colocou mais de 25 mil agentes nas ruas de Istambul para conter protestos, informou a emissora "CNN Türk".

A praça é um local simbólico para grupos de esquerda na Turquia após os protestos violentos registrados no local em 1977, quando grupos ultranacionalistas mataram 37 pessoas.

Após a proibição dos protestos na Praça Taksim, neste ano os sindicatos organizaram uma grande manifestação no bairro de Maltepe, no lado asiático de Istambul. A maioria dos manifestantes cantava palavras de ordem pelos direitos trabalhadores e criticava as condições trabalhistas na Turquia.

Segundo um relatório produzido pelo Partido Republicano do Povo (CHP), de oposição ao governo do presidente Recep Tayyip Erdogan, mais de 17 mil pessoas morreram em acidentes de trabalho na Turquia entre 2003 e 2017. No período, 1,7 milhão de trabalhadores sofreram algum tipo de acidente de trabalho.

Por outro lado, sindicatos e grupos de jornalistas também protestaram contra o estado de emergência, vigente na Turquia desde o fracassado golpe de Estado de julho de 2016.

Sob o estado de exceção, que é renovado a cada três meses, o governo da Turquia demitiu 107 mil funcionários públicos, proibiu manifestações e limitou a liberdade de associação.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos