Bolsas

Câmbio

Federal Reserve não muda taxas de juros e prevê inflação de cerca de 2%

Washington, 2 mai (EFE).- O Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos) deixou sem mudanças nesta quarta-feira as taxas de juros, na categoria entre 1,5% e 1,75%, e disse prever que a inflação se situe "perto" da meta anual de 2% "no médio prazo".

O comunicado emitido ao término da sua reunião de dois dias sobre política monetária aponta a uma mais que possível alta de juros no seu próximo encontro, previsto para meados de junho.

"O Comitê (Federal de Mercado Aberto) espera que as condições econômicas evoluirão de maneira que exijam maiores e gradativos aumentos nas taxas de juros", ressaltou a nota do banco central americano.

A decisão foi adotada de forma unânime, com oito votos a favor e nenhum contra.

A inflação parece ter finalmente subido nos últimos meses e, depois de anos abaixo do patamar de 2% anual fixado pelo Fed, começou a ultrapassá-lo.

Estas pressões inflacionárias, somadas à boa saúde da economia com uma taxa de desemprego de 4,1%, levaram os analistas a antecipar que o organismo dirigido por Jerome Powell efetue três aumentos adicionais do preço do dinheiro no resto do ano, ao invés das duas previstas inicialmente.

O Fed já havia aumentado as taxas de juros no seu encontro do último mês de março.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos