ipca
0,48 Set.2018
selic
6,5 19.Set.2018
Topo

Dow Jones fecha em alta de 0,39%

07/05/2018 18h02

Nova York, 7 mai (EFE).- O índice Dow Jones Industrial fechou nesta segunda-feira em alta de 0,39%, graças a um avanço que poderia ter sido maior, mas que perdeu impulso duas horas antes do fechamento.

Ao final do pregão, o principal indicador da Bolsa de Nova York somou 94,81 pontos e ficou com 24.357,07. Já o seletivo S&P 500 subiu 0,35%, até 2.672,63, enquanto o índice composto da Nasdaq avançou 0,77%, para 7.265,12 pontos.

Por setores, o maior avanço foi o do tecnológico, de 0,79%, enquanto o retrocesso mais pronunciado foi para o de bens de consumo básico, de 0,63%.

Dos 30 títulos incluídos no Dow Jones, as maiores altas foram registradas por Caterpillar (2,36%), Nike (1,82%) e Boeing (1,79%).

Por outro lado, as baixas foram puxadas pelas ações de Wal-Mart (-2,35%), Verizon (-0,95%) e UnitedHealth (-0,9%).

Grande parte do pregão esteve determinada pelos avanços nas ações das companhias petrolíferas por causa do aumento no preço internacional do petróleo, que no caso do barril do Texas acabou com um preço de US$ 70,73, acima dos US$ 70 pela primeira vez desde 26 de novembro de 2014.

Esse aumento no valor do barril esteve ligado à incerteza do mercado energético pela possibilidade de que os Estados Unidos decidam retirar-se do acordo assinado em 2015 com outras cinco potências mundiais e com o governo de Teerã para garantir o uso pacífico do programa nuclear iraniano.

Mas, uma hora e meia antes do fim da sessão o presidente americano, Donald Trump, confirmou que informará de sua decisão nesta terça-feira, razão pela qual o setor energético retrocedeu com força e as petrolíferas perderam impulso.

De fato, a Chevron, a segunda maior petrolífera dos Estados Unidos e que era uma das que mais avançava na metade do pregão, terminou com números vermelhos (-0,47%).

Na sessão da sexta-feira passada o mercado tinha voltado seu foco aos títulos da Apple depois que o guru de Wall Street, Warren Buffett, anunciou que tinha comprado no primeiro trimestre deste ano 75 milhões de ações adicionais da Apple.

Se esse anúncio elevou então o preço dos títulos da Apple a níveis máximos históricos, a empresa tecnológica voltou a registrar outro recorde hoje, graças ao avanço de 0,72%, o que lhe situa com um valor de mercado já próximo de US$ 1 bilhão.

Em outros mercados, a onça do ouro caía para US$ 1.314,6, enquanto a rentabilidade do bônus do Tesouro a 10 anos recuava até 2,950%.

Newsletters

Receba dicas para investir e fazer o seu dinheiro render.

Quero receber

Mais Economia